sábado, 11 de agosto de 2018

Com Torneio de Dominó, CEPES comemora o dia dos Estudantes

1 comentários





Através da coordenação da professora de Educação Física – Patrícia Keiko, o Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, realizou ontem (10/08/2018) um Torneio de Dominó em comemoração ao dia do estudante. A  atividade, também faz parte do conjunto de ações em comemoração aos 40 anos de fundação do CEPES. 

Segundo Keiko, ao todo se inscreveram 86 duplas, sendo 58 do turno matutino e 28 do vespertino, sendo que dessa quantidade 13 foram femininas. No final dos confrontos, saíram como campeã e vice as seguintes duplas:

Matutino: 1º lugar - Tiago e Maicon (3º AM) / 2º lugar – Ramon (3º DM) e Bernardo (2º CM)
Vespertino: 1º lugar – Ivanildo e Bruno (1º BV) / 2º lugar – Davi e Paulo (1º AV).

Importância pedagógica do Jogo
Para a professora de matemática do CEPES – Daniela Rocha (graduada pela UEFS e mestra em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA), “o   jogo de dominó é um instrumento que promove o desenvolvimento do raciocínio lógico, envolve as operações básicas, sequências numéricas. É importante enfatizar, também, que o dominó contribui com o exercício do respeito aos adversários e do jogo em parceria. É necessário estar em sintonia com o/a parceiro/a de dupla".

Já para Patrícia Keiko (Licenciada em Educação Física pela UCSal e especialista em Docência no Ensino Superior na ABEC/Faculdade Visconde de Cairu), também professora do CEPES, o jogo pode ser compreendido “enquanto um instrumento metodológico que serve para desenvolver a capacidade de resolução de situações - problema através do raciocínio lógico, também a concentração dos alunos durante as aulas. Através da ludicidade do jogo, aumenta-se a motivação dos alunos, as suas relações interpessoais e sua assiduidade e tempo de permanência na sala de aula.”

Para a doutora em gênero pela UFBA e professora de História do CEPES – Elizabete Rodrigues, a presença feminina no aludido torneio “pode ser pensada em termos de inclusão, uma vez que é um jogo conhecido historicamente de homens, bem como perceber a participação das meninas como uma mudança de comportamento em direção à quebra das barreiras gendradas. Também, um bom exercício para o desenvolvimento da concentração e o conhecimento de regras”.

História do dominó
Existem várias versões que tentam decifrar de onde veio o jogo, mas nenhuma delas até hoje pôde ser confirmada. Acredita-se, porém, que ele tenha surgido na China, inventado por um soldado chamado Hung Ming, que teria vivido de 243 a 181 a.C. No Brasil, o jogo chegou com os portugueses no século XVI.

O nome dominó provavelmente deriva da expressão latina domino gratias, que significa “graças a Deus”, dita pelos padres europeus enquanto jogavam. Atualmente, o dominó é jogado em quase todos os países do mundo, mas é mais popular na América Latina. Na China, ele deu também origem a outro jogo, mais complexo: o mah jong.

Objetivo do jogo
Para jogar dominó são necessárias 28 pedras retangulares. Cada pedra está dividida em 2 espaços iguales nos que aparece um número de 0 até 6. As pedras abrangem todas as combinações possíveis com estes números.

Pode-se jogar com 2, 3 ou 4 jogadores ou em duplas.
objetivo do jogo é colocar todas as suas pedras na mesa antes dos adversários e marcar pontos. O jogador que ganha uma rodada, marca pontos segundo as pedras que foram colocadas pelos seus adversários.
A partida terminará quando um jogador ou dupla alcançar a quantidade de pontos indicada nas opções de mesa.

"Parabenizo a participação de todos os alunos no Torneio de Dominó do CEPES, com menção especial as duplas vencedoras. Agradeço o apoio dos colegas professores, da direção e funcionários do Colégio, além do estagiário de Educação Física da FAMAM - Dino Valter. Por certo, atividades dessa envergadura, demonstram o compromisso da nossa escola com um processo ensino e aprendizagem inovador e prazeroso, envolvendo a ludicidade e aspectos pedagógicos teóricos”, enfatiza Patrícia Keiko, professora coordenadora do evento.

Referências

Continue lendo ...

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Projetos Estruturantes 2018 do CEPES

0 comentários







No ano em que comemora seu quadragésimo aniversário de fundação, o Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, realizou ontem (09/08/2018) a décima edição dos projetos estruturantes: FACE – Festival Anual da Canção Estudantil, TAL- Tempo de Artes Literárias, DANCE – Dança Estudantil e o AVE – Artes Visuais Estudantis. O Evento foi coordenado pelas professoras da área de Linguagens, com o apoio dos demais professores, da direção e dos funcionários da unidade de ensino.



A abertura do evento foi através de uma poesia em homenagem aos 40 anos do CEPES de autoria do ex-aluno Armando Rocha, hoje pedagogo e poeta. Em seguida, através da qualificada apresentação do professoras Maria da Graças (Gal), os candidatos e candidatas de cada modalidade foram se apresentando, iniciando com o TAL e concluindo com o FACE.


Vale ressaltar, que os candidatos do FACE tiveram o acompanhamento instrumental de uma banda formada por ex-estudantes do CEPES, a qual apresentou uma brilhante performance nos arranjos das músicas interpretadas.

Após as participação dos alunos, aconteceram algumas apresentações musicais de alguns jurados do FACE (Priscila, Felipe, Ariel e do ex-aluno Jonatas).



Após as qualificadas apresentações, os jurados decidiram os seguintes nomes entre os três primeiros de cada modalidade:

TAL- 1º lugar: Esteffany Pinto da Silva – 2º AM / 2º lugar: França e Stress – 1º AV / 3º lugar: Samira Santos- 2º CM



DANCE- 1º lugar: Ballet dance (Alan, Adriele, Emanuele Dias, Tifani, Mel Elizabete) / 2º lugarThe tive (Adriele, Bianca, Estefane, Tauane, Edhilane Caldas).



FACE- 1º lugar: França e Stress -1º AV / 2º lugar: Ananda Nascimento- 2º AM / 3º lugar: Davi Santos - Eixo VI , (anexo Quixabeira), turma B.



AVE- 1º lugar: Taiane Nunes -2º AV / 2º lugar: Tauane Alves- 3º AM / 3º lugar: Mateus da Silva – 3º AV.



“Parabenizo a todos e todas estudantes que participaram dos projetos estruturantes do CEPES, por certo um momento riquíssimo em criatividade, talento, arte e visão crítica, apesar de existir um vencedor em cada modalidade, na verdade todos podem se considera vencedores, muito em função a coragem, competência e determinação de cada um. Também, agradeço aos jurados pela disponibilidade, bem como, aos colegas professores e professora, a direção e os funcionários pelo apoio”, salientou a professora Daniela Rodrigues, coordenadora da área de linguagens.
Continue lendo ...
 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D