segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Serra do Aporá - Recôncavo baiano

0 comentários

 
Por: Jânio Roque Barros de Castro.

No Brasil não temos montanhas na verdadeira acepção da palavra. As projeções abruptas e pontiagudas que correspondem aos dobramentos modernos, como a Cordilheira dos Andes, inexistem no extenso território brasileiro, que, do ponto de vista das unidades geológicas, apresentam bacias sedimentares e escudos cristalinos. Chamamos de serras as cristas residuais escarpadas, agrupadas ou não, arredondadas ou recortadas, que destoam no campo visual do observador mesmo a distância. Vistas de longe parecem ser azuis.

Observadas de perto, nota-se que sua cor pode variar sazonalmente: diferentes tons de verde no período de chuvas, entremeados pelas cores acizentadas dos afloramentos rochosos ou dos solos, que podem apresentar tons de amarelados a depender da composição ou tipologia (a exemplo dos latossolos das áreas tropicais).

No caso específico da Serra do Aporá, destacada nessa foto, a primeira quinzena do mês de dezembro é final de primavera, portanto é período de estiagem e a vegetação está seca. Partindo-se do topo dessa imponente forma de relevo, aqui usada como referente geográfico, pode-se ver, olhando no sentido leste (em direção a cidade de Cruz das Almas), que a vegetação está mais verde. Ao voltar nosso campo visual no sentido oeste (na direção da cidade de Cabaceiras do Paraguaçu), nota-se que a vegetação vai se tornando mais seca e esparsa.

Trata-se portanto de um área de interface fitogográfica que se esboça visualmente. Ao lado da serra passa uma estrada vicinal que acessa um um povoado, que integra a área territorial de Cabaceiras, chamado de Tupiaçu, na qual se nota claramente os elementos paisagísticos que caracterizam uma área de caatinga: cactáceas em conjunto, solos pedregosos, estiagem sazonal mais severa.

Nesse conjunto paisagístico nota-se um outro elemento destoante, que também pode ser visto claramente do topo da serra: o rio Paraguaçu, que nasce na Chapada Diamantina, região central da Bahia, atravessa parte do semiárido baiano e deságua na Baía de Todos os Santos, transitando por uma área de climas tropical sub-úmido e úmido do Recôncavo baiano. O espelho d’água se projeta visualmente sobretudo por causa do barramento de Pedra do Cavalo. Avista-se a área urbana de Cruz das Almas, uma importante cidade do Recôncavo baiano.

No dia 8 de dezembro, data na qual os católicos prestam homenagens a Nossa Senhora da Conceição em vários municípios nordestinos, tradicionalmente, dezenas de pessoas sobem em procissão a Serra do Aporá, na zona rural de Cabaceiras no Paraguaçu, na região do Recôncavo baiano. São pessoas de diferentes idades e com diferentes níveis de fé. Há aqueles/aquelas que consideram essa subida uma prática devocional. No entanto, muitos vão apenas pelo lazer, por curiosidade ou porque consideram a escalada ao aclive por um trajeto sinuoso e pedregoso uma prática mais esportiva e lúdica que uma manifestação de natureza religiosa.

No topo edificou-se uma pequena igreja e um cruzeiro nos quais os crentes católicos acendem velas e oram, buscando assim uma ligação com a dimensão espiritual. De onde teria vindo essa tradição? Muitas práticas religiosas tem um mito fundador ou ato inicial relacionado a especificidades locais, todavia, em muitas dessas situações destaca-se as influências de outros contextos que tem origem em trechos bíblicos e se constituiriam em práticas de reatualização, como destacou o historiador Mircea Eliade, em algumas obras clássicas no século passado. A manifestação religiosa pode ter uma origem e uma dinâmica ligada tanto a questões locais/regionais, quanto a uma dimensão bem mais alargada, ou até mesmo as duas situações. Todos os anos eu subo a serra para fotografar, conversar, observar, aprender.
Jânio Roque Barros de Castro - Professor Titular da Universidade do Estado da Bahia - UNEB. Doutor em Geografia pela Universidade Federal da Bahia - UFBA.
Foto 1 - extraída da internet. Foto 2 - arquivo do professor Jânio Roque.

Continue lendo ...

domingo, 29 de dezembro de 2019

Encomendas de bolos, doces e salgados com Vanda Borges

0 comentários

 
 
Encomenda de bolos, doces e salgados para casamentos, aniversários, formaturas, confraternizações e outros eventos, com Vanda Borges (75-981645823), produtos com qualidade e preços atraentes.

Faça seu pedido pelo celular – WhatsaApp (75-981645823) ou na própria residência de Vanda – Sítio Torto II  – Governador Mangabeira – BA.
Continue lendo ...

domingo, 22 de dezembro de 2019

Em 2019, trajetória de vida da ex-prefeita Domingas da Paixão foi estudada por turma do CEPES e aluno da UFRB

0 comentários

 
 
Em 2019, trajetória de vida da ex-prefeita Domingas da Paixão foi estudada por turma do CEPES e aluno da UFRB
Durante o Projeto da Consciência Negra 2019 do Colégio Estadual Professor Edgard Santos - CEPES (Governador Mangabeira), cuja temática foi Mulheres Negras no Brasil: resistência, protagonismo e empoderamento, a trajetória de vida ex- prefeita Domingas Souza da Paixão foi estudada pela turma do 1º FM (ensino médio). Posteriormente ao evento, o estudante André Paulo Brito, do curso de História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB, que estagiou na mencionada turma apresentou essa experiência pedagógica em uma evento dessa instituição superior: Mostra PIBID/Residência Pedagógica, entre os dias 09 e 10 de dezembro. 
A atividade em foco foi desenvolvida durante a terceira unidade, com culminância nos dias 13 e 14 de novembro de 2019. Levando em consideração que o Projeto da Consciência Negra foi dividido em subtemas, a turma do 1º FM esteve inserida na temática: Mulheres Negras no Brasil do século XXI: a luta pelo empoderamento, atendendo as seguintes etapas da proposta didática:
1. Escolha do subtema - Domingas da Paixão, através de votação realizada pelos próprios alunos.
2. Divisão da turma em 3 grupos, com as respectivas responsabilidades: história de vida, história política e produção de um vídeo, a serem apresentados na sala em forma de seminário.
3. Realização de pesquisas na internet e em livros acerca da história de vida de Domingas da Paixão.
4. Realização de entrevista com Domingas da Paixão.
5. Apresentação dos conteúdos pesquisados e do vídeo em sala de aula.
6. Produção de cartazes, banner e texto, além de ensaio de músicas para serem apresentados nos dias da culminância do Projeto.
7. Apresentação durante a culminância de cartazes, banner e da música Amigos para Sempre, música essa escolhida por Domingas da Paixão, como a que mais se identifica.   
Já o estagiário André Paulo, além de fazer uma exposição do banner durante o evento da UFRB, também realizou uma comunicação oral explicitando alguns aspectos da trajetória de vida de Domingas da Paixão, algo bem aceito pela comunidade acadêmica. Para tanto, o André realizou anteriormente uma oficina com a turma, bem como submeteu essa proposta metodológica para ser aprovada pela coordenação da mencionada mostra.
“Parabenizo a turma do 1º FM do CEPES pela dedicação e a forma qualificada de apresentação da atividade, bem como ao estudante de História da UFRB - André Paulo pela colaboração na coordenação dos trabalhos juntos aos alunos da turma, bem como pela forma relevante e competente que apresentou o trabalho no evento na cidade de Cachoeira no CAHL, evidenciando a importância da trajetória de vida de Domingas da Paixão, uma reverência da luta feminina por empoderamento e resistência aos preconceitos e estereótipos aos mulheres negras no Brasil", enfatizou o professor Borges, que coordenou a turma na mencionada atividade.
A seguir consta o conteúdo do banner e o vídeo produzido pela turma.
Breve Biografia
Domingas Souza da Paixão, nasceu em 05 de abril de 1955, na localidade do Gravatá de Cima (Governador Mangabeira), filha de Maria Almeida de Souza e Olívio Pereira da Paixão, cresceu trabalhando na agricultura e em olarias, chegou a comer caroços de jaca cozido para matar a sua fome, ainda jovem trabalhou como empregada doméstica, depois exerceu a função de funcionária pública. Sua trajetória é marca por lutas, desafios e conquistas.
Mãe de 4 filhos, sofreu discriminação racial várias vezes, mas não se abateu com esses preconceitos. Conseguiu exercer a função de Vereadora por 5 mandatos consecutivos e 2 mandatos como prefeita do município de Governador Mangabeira. Com uma fé inabalável, sempre expressa para as pessoas a máxima bíblica: “tudo posso naquele que mim fortalece”.
Trajetória Política  
1983 a 2004 – exerceu a função de vereadora por 5 mandatos consecutivos sendo a mais votada por várias vezes.
2004 – Se candidatou pela primeira vez para Prefeita, ficando em 3º lugar com mais de 3.000 votos.
2009 a 2012 – exerceu o seu 1º mandato como Prefeita, sendo eleita em 2008 com 6.540 votos.
2013 a 2016 – desenvolveu o seu 2º mandato como Prefeita, sendo reeleita em 2012 com mais de 6.300 votos.
Algumas realizações como Prefeita
1. Criação da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial – SEPROMI.
2. Aumento Salarial para os/as professores/as, superando 45%.
3. Abastecimento de água da Embasa para várias localidades.
4. Construção de 6 PSFs. Construção de mais de 150 casas populares.
5. Programa Jovem Aprendiz. Projeto juventude em ação.
6. Instalação da FAMAM e do IF Baiano.
Algumas ideias que defende
1. As negras e os negros têm que buscar a autovalorização.
2. A educação é melhor futuro para uma pessoa.
3. Política é respeitar o cidadão, olhando principalmente para as pessoas que mais precisam e para os jovens.
4. A palavra medo não tem espaço na minha mente e no meu coração.
5. Precisamos combater toda e qualquer forma de discriminação.
6. É muito importante a participação de mulheres e jovens na política.
Precisamos valorizar a mulher negra e elevar a sua autoestima. Essas mulheres podem chegar onde elas quiserem, pois são capazes”. (Domingas Souza da Paixão)
Fonte/Referência
PAIXÃO, Domingas Souza da. Depoimento aos alunos do 1º FM do CEPES. Governador Mangabeira, outubro de 2019.
COSTA, Juliana Rezende. Tirando uma lição da vida. A história de uma ex-empregada doméstica que se tornou prefeita. TCC. Cachoeira: UFRB, 2013.


Vídeo: disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2-adkeio9To&t=110s
Continue lendo ...

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

CEPES e seus alunos atletas são homenageados em evento realizado pelo Instituto FutSocial

0 comentários


  
 
 
 
Ontem (19/12/2019) na cidade de Governador Mangabeira, no Fórum Esportivo, promovido pelo Instituto FUTSocial, coordenado por Sérgio Santana (Serginho), o Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, juntamente com quatro de seus alunos praticantes do atletismo (Maria Sã Pedro Fíúza, Denilson Castro, Jailton Sena e Jailson Sena), foram homenageados com um troféu denominado de “Oscar do Esporte Mangabeirense”.


Representando o CEPES esteve presente o professor Borges, já o estudante Denilson Castro e a estudante Maria São Pedro Fiuza, receberam a honraria como destaque do atletismo mangabeirense, estes que juntamente com Jailton e Jailson Sena, fazem parte do Projeto Social Largue a Enxada Correndo, coordenado pelo ex-militar Vitorino Raimundo dos Santos, o qual também foi homenageado. Ressaltando, que durante o ano de 2019, o CEPES prestou apoio a esses atletas, juntamente com a Faculdade Maria Milza – FAMAM.

Além dos mencionados atletas, outros jovens esportistas receberam o mencionados troféu, vinculados a esportes como: futebol de salão (feminino e masculino), ciclismo, capoeira, baleado, futebol de campo, Karatê e outros. Também, foram homenageadas pessoas e instituições com relevantes serviços prestados ao esporte no município de Governador Mangabeira.

O evento também, contou com duas mesas temáticas, discutindo aspectos relacionadas ao Karatê (Prof. Marcus Pirôpo), Jiu Jitsu (Prof. Valtonei Chagas), Capoeira (Prof. Platini Alfredo Guerra) e Futebol de Salão (Treinadora Dilma Mendes e ex-atleta Solange Bastos), sendo que a coordenação das mesas ficou a cargo do professor Doutor em Geografia – Jânio Roque Barros de Castro.

“Parabenizamos ao Instituto FUTSocial, na pessoa de seu coordenador Sérgio Santana pela realização do significativo e qualificado evento, algo que demonstra a importância do esporte como uma mecanismo capaz de transformar a sociedade e desenvolver a cidadania, bem como parabenizamos a todos os atletas, instituições e pessoas que receberam o representativo Troféu, especialmente aos alunos do CEPES. Em tempo, em nome da direção, dos professores, funcionários e estudantes do CEPES, agradecemos pela homenagem prestada a nossa instituição de ensino”, salientou professor Borges.


A seguir consta o desempenho dos alunos atletas do CEPES no ano de 2019 nas principais corridas que os mesmos participaram, enfatizando que Maria São Pedro tem 17 anos de idade, Denilson 19, Jailton e Jailson 18 (gêmeos), esses três últimos oriundos do Projeto Social Portão Aberto.

Maria São Pedro Fiúza
 

Cidade / Corrida
Classificação
Salvador/Bancários
1º lugar geral
Muniz Ferreira
1º lugar geral
Valença
2º lugar geral
Serrinha
3º lugar geral
Salvador / Record (5 km)
3º lugar geral
Santo Antônio de Jesus
4º lugar geral
Gov. Mangabeira / Amigos de Vitorino
2º lugar geral / 1ª mangabeirense


Denilson Castro


Cidade / Corrida
Classificação
Santo Antônio de Jesus
2º lugar geral
Cachoeira
2º lugar geral
Serrinha
4º lugar geral
Salvador / Bancários
5º lugar geral e 1º na faixa etária
Salvador / Record
2º lugar na faixa etária
Gov. Mangabeira / Amigos de Vitorino
4º lugar geral / 1º mangabeirense



Jailton Sena 


Cidade / Corrida
Classificação
Santo Antônio de Jesus
6º lugar  geral e 2º na faixa etária
Cachoeira
10º lugar no geral e 1º na faixa etária
Serrinha
4º lugar na faixa etária
Salvador / Bancários
13º lugar no geral e 2º faixa etária
Gov. Mangabeira / Amigos de Vitorino
2º lugar na faixa e 2º mangabeirense
 
Jailson Sena


Cidade / Corrida
Classificação
Serrinha
2º lugar na faixa etária
Cachoeira
10º lugar geral e 1º na faixa etária
Salvador / Bancários
21º lugar geral / 4º lugar na faixa
Gov. Mangabeira / Amigos de Vitorino
4º lugar mangabeirense











Continue lendo ...

domingo, 15 de dezembro de 2019

Posse do Novo Diretório Municipal do PT em Governador Mangabeira

0 comentários

 
 
 
 
 
 
Aconteceu ontem (14/12/2019) a posse do Novo Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT em Governador Mangabeira. O evento foi coordenado pelo então presidente Jadeílson Gomes de Oliveira, que incialmente empossou o novo presidente – Luís Carlos Borges da Silva, em seguida os demais membros do Diretório: Cássio Conceição Alves, Daniel da Conceição de Souza, João Carlos dos Reis Silva, Tércio de Miranda Rogério de Souza, Roque da Conceição, Jadeilson Gomes de Oliveira, Maria Florinda Ramos Ferreira, Laiza Mailane C. de Freitas, Diana Souza Santos, Ivelise Caroline Trindade Nunes e Queliane Conceição Mascarenhas.

Já a nova Comissão Executiva do PT no município ficou assim composta: Presidente: Luís Carlos Borges da Silva, Vice-presidente: João Carlos dos Reis Silva, Secretário de Finanças: Jadeilson Gomes de Oliveira, Secretário de Formação Política: Tércio de Miranda Rogério de Souza, Secretária de Organização: Maria Florinda Ramos de Oliveira, Secretária de Movimentos Populares: Laiza Mailane C. de Freitas e Secretária de Comunicação: Diana Souza Santos.  Vale salientar, que os novos empossados foram eleitos de forma democrática, através do Processo de Eleições Diretas (PED - 2019), bem como terão um mandato de 4 anos.

Uma vez empossado, o novo Presidente – professor Borges, mencionou a importância do PT na história do Brasil e de Governador Mangabeira, também destacou o nome de Domingas da Paixão como pré-candidata do partido a prefeita nas eleições de 2020, além da importância do PT eleger representantes para a Câmara de Vereadores. Os demais filiados que tomaram posse, também ressaltaram o valor histórico do PT, bem como buscar mecanismos para retomar o governo municipal, uma vez que a atual gestão se configura como elitizada e distante das camadas populares.

Na sua fala a ex-prefeita Domingas da Paixão, destacou a importância desse momento, também reafirmou a necessidade de uma união das oposições para a retomada do poder municipal, mencionou que seu nome está em apreciação como pré-candidata a prefeita nas próximas eleições, além de tecer críticas acerca da atual gestão municipal e lembrar das conquistas que o município alcançou durante seus mandatos como prefeita.

Além de vários filiados e simpatizantes, estiveram presentes no evento alguns pré-candidatos a vereador do PT (Jadeilson, José Mário Diquinha, Ivelise, José Carlos, Gilson Cunha, Tércio, Florisdete), bem como lideranças políticas locais: as vereadoras Elisa da Paixão e Gal Menezes, Antônio Pimentel, Luiz de Zuquinha, Ane do Sindicato, Berílio e outras, as quais enfatizaram a necessidade de união de todos os partidos de oposição nas eleições de 2020, visando oferecer para o município um governo popular, diferente do atual, que se demonstra indiferente com a maioria da população mangabeirense.

Ainda, durante a atividade foi realizada uma homenagem ao primeiro presidente e primeiro candidato a prefeito do PT no município – Gilson Cunha, bem como a dona Maria Florinda, os quais foram responsáveis pela fundação do partido em Governador Mangabeira em 10 de julho de 1988.

“Agradeço a todos e a todas que participaram da posse do Novo Diretório Municipal do PT em Governador Mangabeira, demonstrando a importância do partido e a necessidade de se construir estratégias para a retomada do poder no município. Também, agradeço e parabenizo ao ex-presidente Jadeilson Gomes pela competência que administrou o diretório nos últimos anos, bem como aos demais filiados que escolheram meu nome como presidente, já aos novos membros do Diretório e da Executiva, destaco que juntos buscaremos desenvolver um mandato pautado no diálogo e voltado para o fortalecimento do Partido dos Trabalhadores a nível local. Obrigado a todos e a todas”, enfatizou o professor Borges.    
Continue lendo ...

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Estudantes de História da UFRB apresentam em evento no CAHL atividades pedagógicas realizadas no CEPES e no CEAG, a partir do PIBID e do RESPED.

0 comentários





Entre os dias 9 e 10 de dezembro de 2019, os estudantes do curso de História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e  do Residência Pedagógica (RESPED), apresentaram em uma mostra no auditório do Centro de Artes e Humanidades e Letras – CAHL (Cachoeira), suas experiências pedagógicas desenvolvidas com turmas do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES e do Centro Educacional Angelita Gesteira - CEAG, ambos localizados na cidade de Governador Mangabeira.

Os estudantes do PIBID, presentes no CEPES apresentaram um síntese da pesquisa realizada acerca de temáticas vinculadas a História Local, elucidando as festas religiosas de São Benedito e Nossa Senhora da Conceição, além das festas profanas da Micareta e do 2 de julho (Governador Mangabeira). Também foi produzido um texto acerca da história do CEPES, fundado em 1978. Já o grupo de pesquisadores vinculados ao CEAG, realizou uma estudo acerca de algumas rezadeiras do mencionado município, levando em consideração a representatividade e simbolismo das práticas desenvolvidas por essas mulheres. 

Durante a explanação, os bolsistas demonstraram a satisfação e a importância de levar para sala de aula essa modalidade de pesquisa, proporcionando aos estudantes um maior contato com a história do seu município, uma vez que a História Local possui um relação mais ampla com a vida dos discentes, bem como o valor cultural e histórico atribuído as rezadeiras. 

Já no grupo do Residência Pedagógica, alguns licenciando apresentaram através de banners e comunicações orais suas experiências desenvolvidas a partir de oficinas executadas durante o projeto da Consciência Negra 2019 do CEPES, sendo as temáticas: Trajetória da ex-prefeita Domingas da Paixão (residente André); A Percussão como uma possibilidade metodológica para as aulas de história e cultura afro-brasileiro (residente Nélio), protagonismo e o empoderamento na trajetória de vida de Formiga e Iza (estagiárias Viviane e Ana Carolina). Nos seus relatos, os residentes enfatizaram a importância dessas oficinas no processo de ensino aprendizagem, bem como a relevância do desenvolvimento dos seus estágios nas turmas do CEPES.

Vale salientar, que os grupos do PIBID são  supervisionados pelo professor da UFRB, Fabrício Lirio. No CEPES, a coordenação foi realizada pela professora Elizabete Rodrigues, coordenação essa, iniciada pelo professor Luciano Dantas. O grupo é composto pelos seguintes alunos: Cátia Cristina, Milena, Marcos Cândido, Anete, Rosinete, Roselane, Samile e João Paulo. Já o grupo do CEAG, formado pelos estudantes Aurélio, Delcirene, Darlene, Emile, Gilberto, Joseane, Matheus e Suely, contou com a coordenação da professora Eliene Oliveira. 

Por sua vez, o grupo do RESPED, que atuou apenas no CEPES possui a supervisão do professor da UFRB Sérgio Guerra Filho, sendo o preceptor o professor Luís Carlos Borges, grupo esse formado pelos estudantes André, Adriano, Ana Carolina, Letícia, Maria Cláudia, Matheus, Nélio, Ricardo, Suziele e Viviane

Além dos CEPES, os mencionados programas desenvolveram atividades em outras escolas da região, sendo alguns desses trabalhos coordenados pela professora da UFRB Martha Rosa, envolvendo temáticas como Escravidão, Revolta escrava do Haiti, Trajetória de Clara Nunes, Música popular no Regime Militar, Jogos Didáticos de História e outros.   

“Parabenizamos aos professores coordenadores do PIBID e do RESPED, bem como os estudantes bolsistas pela realização desse significativo evento, demonstrando a importância da pesquisa na área de história no Recôncavo, elucidando temáticas extremamente relevantes no campo historiográfico, principalmente na perspectiva da História Local e da História e Cultura Afro-brasileira e Africana, evidenciando o valioso papel da UFRB na promoção da pesquisa e da extensão acadêmica no contexto do Recôncavo e da Bahia. Em tempo, agradeço a professora Martha Rosa pelo convite para avaliar alguns trabalhos, bem como ao professor Fabrício Lirio pela participação na mesa do evento. Ainda agradecer e parabenizar aos estudantes do Residência Pedagógica do CEPES pela parceria desenvolvida durante esse ano no estágio e em outras atividades, de igual forma ao professor Sérgio Guerra", salientou professor Borges.
     
Continue lendo ...
 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D