quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Escola da Comunidade Quilombola de Baixa Grande, realiza atividades sobre Consciência Negra.

0 comentários





Entre os dias 19 a 23 de novembro de 2018, a Escola Municipal Pedro Bispo dos Anjos, localizada na comunidade remanescente de Quilombo de Baixa Grande, município de Muritiba, realizou diversas atividades em comemoração ao mês da Consciência Negra, as quais seguiram a seguinte programação:

19/11 – Roda de Conversa sobre o dia da Consciência Negra e a construção da comunidade.
20/11 – Entrevista com moradores mais velhos da comunidade.
21/11 – Desfile da Beleza Negra.
22/11- Palestra com o professor Borges, acerca do tema: Reconhecimento e Pertença como Membros de uma Comunidade Quilombola.
22/11- Culminância do Projeto da Consciência Negra.

Na sua fala, o professor Borges enfatizou aspectos como: o que é um Quilombo? A Importância do Quilombo de Palmares. O que é uma comunidade remanescente de Quilombo? Características da Comunidade de Baixa da Grande e a importância do sentimento de pertença a uma comunidade Quilombola.

Além dos estudantes do primeiro ao quinto ano, professores, funcionários, gestora e coordenadora pedagógica da mencionada unidade de ensino, estiveram presentes na palestra, dezenas de moradores da comunidade de Baixa Grande, com destaque para o mais velhos senhor Anacleto, Precidio e dona Iara, dentre os jovens, o destaque foram para os estudantes da UFRB presentes: Joilson, Carlane, Edna, Fernanda, Edcarlos e Keu, sendo que alguns deles representam o coletivo Chico Véi.

A Escola Pedro Bispo dos Anjos foi fundada em 1998, atualmente conta com 115 alunos do ensino fundamental (anos iniciais) e 15 da EJA - Educação de Jovens e Adultos, cinco professoras (Marizete da Silveira, Evanilda Barros, Juciane Barros, Helena da Conceição e Maria José Barbosa, Antônia Dionísia), além da professora Marilucia da Silva (gestora). Ao todo a instituição possui 20 funcionários.

Já a comunidade de Baixa Grande foi certificada pela Fundação Palmares com remanescente de Quilombo em 16 de maio de 2016, sendo A primeira comunidade do município de Muritiba a conseguir esse título. Dentre as ações coletivas desenvolvidas na comunidade, existem o protagonismos do Coletivo Chico Véi, fundado em 2013 e o trabalho do grupo Frutos da Terra - mulheres que fabricam e vendem diversos tipos de doces. Atualmente na comunidade possuem aproximadamente 20 jovens em Universidades e Faculdades, a maioria na UFRB.

"Agradeço a todos e a todas que participaram das nossas atividades no mês da consciência negra, discutindo temáticas relevantes para a comunidade Quilombola de Baixa Grande, também ao professor Borges pela sua fala, rica em informações e pelas ideias para a valorização das raízes da nossa comunidade, além das professoras e alunos pelas brilhantes apresentações", salientou a gestora da escola, professora Marilucia da Silva dos Santos".

Já a coordenadora pedagógica - professora Marizete da Silvieira, também parabenizou a fala do professor Borges e destacou a "importância em se refletir acerca da necessidade de apropriação da identidade afro-brasileira, além de se reconhecer enquanto membro de uma comunidade quilombola".

Por sua vez, a professora Antônia Dionísia, explicitou que as "atividades proporcionaram a possibilidade de cada morador e moradora reconhecer a importância da cultura local e membros pertencentes de uma comunidade Quilombola".

Os alunos, também se manifestaram sua satisfação em relação ao evento, quando se discutiu a necessidade de respeito ao modo de vida de cada um, a raça, religião e cultura.

"Agradeço a direção da escola Pedro Bispo dos Anjos pelo convite para participar dessa relevante atividade, através de uma conversar com os alunos, professores e a comunidade acerca de uma temática que envolve a própria comunidade Quilombola de Baixa Grande, ou seja, um reflexão acerca do pertencimento e de valorização da cultura e história local. Foi sem dúvidas um momento enriquecedor e de muita aprendizagem. Também, parabenizo aos moradores locais pela organização social, através do Coletivo Chico Véi e ao grupo Frutos da Terra, não esquecendo da auxiliar de ensino Ana Paula, a qual intermediou a minha ida a citada comunidade", mencionou o professor Borges.  
Continue lendo ...

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Poesia Consciência Negra

0 comentários

Por: Maria Gabriela Santana e Railan Mendes.

Você mim comercializou.
Mim levou para longe. 
Para mim escravizar.
Mudou até meu nome.

Não tinha o que fazer. 
Na embarcação estava.  
No Atlântico mim encontrava.
Ali por liberdade já gritava.

Falando em respeito.
De novo eu vi alguém. 
Sofrer com preconceito.
Isso é desrespeito.

Vi que alguém brincava com nossos direitos.
Seja branco ou seja do gueto. 
Todo mundo merece respeito.
Então vamos viver sem preconceito.

Não dá mais, não dá mais. 
Essa é a maior verdade. 
Não ao preconceito. 
E sim a igualdade.

Antes de discriminar. 
Pare para pensar.
Pois o negro pode chegar.
Onde tu nem pensa em imaginar.

O negro é cultura. 
O negro é persistência.
O negro é o começo. 
O Negro é a sobrevivência.

O negro é a noção. 
De toda essa nação. 
O negro é liberdade. 
Esqueça esse negócio de escravidão....

A Cultura afro-brasileira tem seu valor. 
A Consciência Negra vamos celebrar.
Chega de discriminação e preconceito. 
A paz de Jah vamos juntos cantar.

Eu sou Bahia, eu sou Recôncavo. 
Mangabeira é meu coração. 
Sou negro, sou resistência. 
O reggae é minha canção.

Sou samba de roda e capoeira. 
Sou Ialorixá e rezadeira. 
Faço acarajé e beiju. 
Na fonte das Cabeças fui lavadeira.

Canta, canta Colégio Edgard. 
Com amor e emoção. 
A liberdade do povo negro. 
Igualdade é a solução.

Maria Gabriela Santana da Silveira e Railan de Oliveira Mendes da Silva, são alunos da turma do 1º BM (ensino médio) do Colégio Estadual Professor Edgard Santos - CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira - BA. A poesia foi apresentada durante o projeto Consciência Negra 2018.
Continue lendo ...

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

CEPES realiza comemoração dos 40 anos de fundação e culminância do Projeto Consciência Negra

1 comentários







Entre os dias 13 e 14 de novembro de 2018, aconteceram dois eventos marcantes no Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira: a comemoração pelos 40 anos de fundação da instituição de ensino e a culminância do projeto da Consciência Negra.

A comemoração pela passagem do quadragésimo aniversário de fundação do CEPES (14/03/1978) foi marcada por muita emoção, alegria e reencontros, quando várias pessoas representando um segmento específico da comunidade escolar foram homenageadas, recebendo uma placa em alusão a trajetória de sucesso do Colégio, dentre as quais podemos destacar: Geraldo Nobre (primeiro diretor), Acacilda Pereira (primeiras alunas) Marinalva Coelho (primeiras funcionárias de apoio), Marcelo Antônio de Sales (estudantes atuais), Vilma Lima (mães atualmente), Célia Santana (professoras em atividade), Rita de Cássia de Ferreira de Santana (atual diretora), Adauto João Mamona (prefeito da época da fundação) e representando a Secretaria Estadual de Educação a senhora Sandra Maria Santos. Ressaltando que apresentação do evento ficou a cargo da professora Evani Rodrigues e do professora Luciano Dantas, que desenvolveram essa função com maestria.

O evento contou com a participação de várias pessoas que atuaram no CEPES durante esses 40 anos em várias funções como professores, merendeiras, porteiros, serviço gerais, auxiliar administrativo e outros. Também, foi marcado com a significativa presença dos alunos e a comunidade estudantil em geral, estudantes de história da UFRB, além de autoridades como: Marcelo Pedreira de Mendonça (prefeito), secretários municipais: Ribamar Rodrigues (Educação) e Derlan Queiroz (Meio Ambiente), Pedro Borges (Chefe de Gabinete), Maria das Graças Menezes, Cronor da Silva e José Mário de Santas (vereadores(a). No final, além de cantar os parabéns para O CEPES e foi bolo para os presentes, bolo esse produzido pela ex-professora da instituição Jaciara Maria da Silva, a qual também foi homenageada.

Já no dia 13 durante a noite e 14 pela manhã, aconteceu a culminância do projeto da Consciência Negra, com a temática: História e Cultura Afro-brasileira: um Olhar Local e Regional, quando os estudantes realizaram brilhantes apresentações relacionadas aos seus subtemas, divididos da seguinte forma: 1º ano - História e Cultura Afro-brasileira em uma perspectiva local. 2º Ano – A Presença Negra no Recôncavo Baiano. 3º ano - a presença dos negros e das negras na história do CEPES. EJA - Ações exitosas de negros e negras em comunidades do município de Governador Mangabeira.

Cada turma, também produziu um banner contendo um resumo do seu subtema, o qual ficou exposto durante o evento. Dentre as temáticas abordadas nas apresentações podemos destacar: características de terreiros de Candomblé locais, práticas de rezadeiras, charuteiras e beijuseiras, história do samba de roda e capoeira, Irmandade da Boa Morte, Caretas do Mingau de Saubara, Comunidades Quilombolas, lideranças negras comunitária, dados estatísticos sobre a presença negra no CEPES, trajetória acadêmica e profissional de ex-alunos negros do CEPES, retrospectivas dos projetos da Consciência Negra e outros. No final da atividade uma casal de cada sala desfilou com características estéticas afro-brasileira.

“Agradeço a todas as pessoas que prestigiaram os eventos do CEPES nos dias 13 e 14/11, foram momentos inesquecíveis, tanto da comemoração dos 40 anos, como da Consciência Negra. Fiquei extremamente feliz pelas homenagens recebidas, as quais fazem aumentar o meu compromisso pela manutenção da qualidade do ensino e aprendizagem da nossa instituição, também parabenizo as pessoas homenageadas e aos estudantes pelas qualificadas apresentações relacionadas a Consciência Negras”, salientou Rita de Cássia de Ferreira de Santana – diretora do CEPES.

Já a professora Divanise Vieira, coordenadora da área de humanas do CEPES, destacou que: “o evento da comemoração dos 40 anos foi muito marcante, principalmente no sentido da valorização da memória e do respeito as pessoas que fizeram parte dessa trajetória. Quanto ao projeto da Consciência Negra, percebemos a preocupação dos alunos em produzir trabalhos extremamente significativos no tocante a história e cultura afro-brasileira em uma perspectiva local e regional”.

Também, os estudantes demonstram sua alegria e satisfação pela realização dos eventos.

“A festa dos 40 anos do CEPES foi maravilhosa, também nós tivemos um maravilhoso evento da consciência negra que foi tudo muito lindo” (Carlos Fiuza – 1º DM).

Achei os eventos ótimos, bem organizados. Tudo top” (Edson – 3º CM).

A realizações dos dois eventos contou com o apoio e colaboração das seguintes instituições e empresas: Secretarias Estaduais de Educação e de Promoção da Igualdade Racial, Secretaria Municipais de Meio Ambiente e Ação Social, NTE 21, FTD Editora, Seta Representações, Daniel da Lanchonete, Samir Eventos, Edvanda Eventos, Jaciara Eventos, Mini Max, Ouro Gás e MB Papelaria, as quais agradecemos profundamente pela colaboração.

“Parabenizo as pessoas homenageadas no evento dos 40 anos do CEPES, sem dúvidas uma momento que vai ficar para história, principalmente pelo reconhecimento e valorização dessas pessoas. No que se refere ao o projeto da Consciência Negra, notamos a preocupação dos estudantes em focar no subtema de sua sala, com apresentações extremamente contundentes para a valorização da história e cultura negra no ambiento local e regional. Foi tudo ótimo, obrigado a todos e a todas que nos ajudaram a realizar tão relevantes atividades, demonstrando mais uma vez a preocupação do CEPES em priorizar uma educação voltada para a vida”, afirmou professor Borges.  
Continue lendo ...

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

GOVERNADOR MANGABEIRA COM HADDAD – 13

0 comentários

No primeiro turno Haddad, obteve 70,96% dos votos em Governador Mangabeira. Agora no segundo turno, próximo domingo (28/10), precisamos ampliar a quantidade de votos para Haddad – o candidato de Lula. Votar em Haddad – 13, significa a manutenção da democracia no Brasil, um país livre da ditadura e da tortura. Haddad vai aumentar o salário mínimo acima da inflação, reajustar o Bolsa Família em 20% e estabelecer o valor do gás de cozinha em R$ 49,00. O lema de Haddad é “um livro em uma mão e uma carteira de trabalho na outra”.
Votar em Haddad - 13, significa oportunizar ao povo brasileiro o direito de ser feliz novamente, com a retomada do crescimento, geração de empregos e de justiça social. Haddad foi o criador do PROUNI, o novo ENEM, FIES sem fiador e diversas Universidade pelo Brasil, a exemplo da UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Então, vamos ampliar a votação para Haddad em nosso município, conquistando mais um voto: na família, com os amigos, os colegas da escola e da universidade, no trabalho e muito, nas redes sociais e muito mais.
HADDAD PARA PRESIDENTE – 13, 13, 13....

Por: Luís Carlos Borges da Silva
Continue lendo ...

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

FEIRA DE CIÊNCIAS DO CEPES 2018: UM SUCESSO...

3 comentários






Aconteceu hoje (25/10) pela manhã, a culminância da IV edição da Feira de Ciências do CEPES – Colégio Estadual Professor Edgard Santos, localizado na cidade de Governador Mangabeira, com o tema: Meio Ambiente, Sustentabilidade e Cidadania: O CEPES em seus 40 anos pensando nosso Meio Ambiente, sendo a coordenação das áreas de Ciências da Natureza e Matemática da unidade de ensino, através da articulação da professora Cássia Bráz.
Durante a atividade foram estruturados stands com o subtema de cada turma, quando os estudantes explicaram a importância da relação entre o Meio Ambiente e o ser humano, levando em consideração a perspectiva da sustentabilidade, relação essa elucidada através de temáticas a nível local e regional, como: produção e derivados da mandioca, cultivo sustentável da laranja, importância das olarias, reutilização dos vidros, economia de energia, embalagens ecofrios, agricultura familiar, hortas orgânicas, sacolas de pano, as várias utilidades do coco, artesanato com madeira de jaqueira, jogos matemáticos com material reciclável, revitalização da Fonte das Cabeças, destino correto da bateria de celular, farmácia viva, instrumentos músicas com sucatas e outras.
A professora Cássia Braz, demonstrou sua alegria e satisfação com a realização da IV edição da Feira de Ciências, enfatizando que: “os estudantes produziram trabalhos brilhantes, com uma visão crítica e cidadã acerca da relação entre o Meio Ambiente e a concepção de Sustentabilidade, demonstrando o quanto o CEPES se preocupa com essa temática, bem como, a busca pela produção de conhecimento científico, torando a relação ensino e aprendizagem algo concreto e significativo para os educandos”.
Braz, ainda explicitou seus agradecimentos a equipe do CEPES (direção, professores e funcionários) pelo apoio para a relação da Feira, também pela contribuição do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar da Bahia de Santo Antônio de Jesus (participação cultural e técnicas de primeiro socorros) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
Já para a diretora do CEPES, professora Rita de Cássia Santana, “a Feira de Ciência demonstrou o compromisso e a preocupação da escola com a preservação do Meio Ambiente, levando em consideração a realidade dos estudantes. Assim, toda a comunidade escolar está de parabéns pela produção de trabalhos extremamente qualificados e vinculados a um conceito de ciências dinâmico e humanizado, com o desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras, com visão crítica e de cidadania". 

Por sua fez, os estudantes ficaram extremamente satisfeitos com a realização da feira, principalmente a possibilidade da produção de conhecimento acerca da relação Meio Ambiente e Sustentabilidade, como podemos observar no depoimentos de alguns deles:

“A feira de ciências da natureza e matemática do CEPES foi muito importante para repensarmos acerca da ecologia e sustentabilidade. Todos stands traziam importantes projetos e curiosidades de reutilização de objetos que seriam descartados na natureza sem nenhum cuidado, também foi exposto métodos de substituição de alguns objetos por outros que seriam mais duradouros, tudo isso colaborou muito para o aprendizado e reflexão de todos”. (Karolaine Santos – 3º AV)
“Nossa, a feira de ciências foi ótima, várias coisas importantes, tinha principalmente a fécula da mandioca que serve para assadura, muito importante aprender sobre isso, que a goma ou amido é melhor que o talco” – (Elisete Santos – 1º DM).
 “Achei excelente, pois vimos o desempenho das turmas em organizar projetos de boa qualidade para despertar e conscientizar as pessoas dos cuidados que devemos ter com o meio ambiente”. (Lucas – 3º CM) 
“Vivemos em um Mundo em transformação e em um País em crise. Este é o motivo pelo qual, mais do que nunca, é preciso valorizar a Ciência. Esta foi umas das primeiras feira de ciências que mim motivei tanto, portanto achei nota 10”. (Taylane Dias – 3º AV).
“Quero aqui parabenizar a todos os professores do CEPES que coordenaram as suas turmas, também parabenizar a presença de várias pessoas na nossa feira de ciências. Quero mais uma vez parabenizar ao professor Borges por coordenador nossa turma e recebermos elogios de vários professores pelo trabalho apresentado”. (Carlos Fiuza – 1º DM).
“Parabenizo aos estudantes do CEPES pela produção de relevantes trabalhos na IV Feira de Ciência, demonstrando a importância do estudo da sustentabilidade para a vida das pessoas, pensando o Meio Ambiente como o desenvolvimento da cultura humana e a forma como suas diferentes manifestações interagem com o espaço físico ao redor. Também, parabenizo ao corpo docente da unidade de ensino pelo empenho para a realização de tão significativa atividade, com destaque para a dedicação da professora Cássia Braz, que coordenou o evento de forma qualificada e interativa”, mencionou o professor Borges. 
Continue lendo ...

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Jogos Internos do CEPES 2018: mais um ano realizados com sucesso

0 comentários






Entre os dias 16 e 19 de outubro de 2018, foram realizados os Jogos Internos do Colégio Estadual Professor Edgard Santos  - CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira. Coordenados pela professora de Educação Física Patrícia Keiko, os jogos alcançaram um verdadeiro sucesso entre a comunidade escolar, demonstrando o empenho do CEPES para a valorização do esporte em suas práticas pedagógicas.

Segundo informações da professora coordenadora, os números relacionados aos jogos foram os seguintes:

Quantidade de equipes inscritas

Futsal Masculino - 13. 
Futsal Feminino - 2.
Baleado Feminino - 5.
Voleibol de praia misto - 4.
Corrida Rústica - 5 corredores.

Quantidade de partidas realizadas

Futsal  Masculino - 31.
Futsal Feminino - 1.
Baleado - 5.
Voleibol -  5.

Equipes vencedoras

Futsal Masculino - Campeã:  Paris Saint Germain (alunos do anexo de Quixabeira) - bicampeã. Vice - França (alunos do 2º EM e 3º DM).
Futsal Feminino - Campeã: Babilônia (alunos turno matutino). Vice:  Juventus (alunos do turno vespertino).
Baleado - Campeã: alunos do 1º EM. Vice: alunos do 1º CM.
Voleibol -  Campeã: alunos do 1º DM. Vice: alunos do 1º BV, 2º BV e 3º AV.
Corrida Rustica - Primeiro: Gilmar (2º EM), Segundo: Davi (2º AM). Terceiro: Rony (2º AM).

Para a professora Patrícia Keiko, “os jogos alcançaram sua função pedagógica, ao passo que demonstrou a importância das práticas esportivas no processo do ensino e aprendizagem, sendo realizados de forma bastante satisfatória, com dinamismo e espírito esportivo, onde todos os participantes saíram vencedores”. Keiko, também agradece o apoio dos(as) professores(as), da direção e dos funcionários do CEPES para a realização dos jogos, bem como o apoio estrutural da empresa TGE, Prefeitura Municipal e Maçonaria, além da significativa contribuição dos estudantes de Educação Física da Faculdade Maria Milza – FAMAM”.

“Parabenizo aos estudantes do CEPES pela realização dos Jogos Internos, principalmente as equipes vencedoras, também parabenizo a professora Patrícia Keiko pela sua dedicação e competência na coordenação do evento, bem como, aos docentes e funcionários do CEPES pelo empenho para o desenvolvimento dessa relevantes atividade. Sem dúvidas, os jogos do CEPES 2018, alcançaram seu objetivo, sobretudo no sentido de enfatizar a importância do esporte nas atividades educacionais, além do desenvolvimentos de valores como: respeito, colaboração, integração, cooperação, inclusão, espírito esportivo, amizade e outros”, salientou o professor Borges.

Continue lendo ...

sábado, 13 de outubro de 2018

DITADURA NUNCA MAIS

0 comentários




Na disputa das eleições para Presidente no segundo turno, dia 28/10, o candidato Fernando Haddad (PT), tem sua história de vida marcada pela defesa da democracia, liberdade de expressão, igualdade social e valorização da educação, já Bolsonaro, tem uma trajetória de vida marcada pela defesa da ditadura militar, momento histórico do Brasil em que prevaleceu a tortura, opressão, censura, eleições indiretas, falta de liberdade de expressão e pensamento, perseguição política, uma educação tecnicista e muito mais. 
Abaixo constam as principais características do Regime Militar no Brasil, como forma de alertar os eleitores para o perigo em elegermos alguém que defende esse momento desastroso da história do nosso País, ao mesmo tempo, possibilitar uma reflexão para as conquistas que obtivemos nos últimos anos, principalmente a democracia e a liberdade de pensamento e de expressão, as quais custaram as vidas de muitas pessoas durante a Ditadura Militar.

CARACTERÍSTICAS DO REGIME MILITAR NO BRASIL– 1964 A 1985

Cassação Política – os políticos que eram contra o Regime tiveram seu mandato casado.
Voto Indireto – o povo não podia votar para escolher Presidente, Governador e Prefeitos de Capitais.
Bipartidarismo – passaram existir apenas dois partido. O do governo – ARENA (Aliança Renovador Nacional) e o da oposição aceitável – MDB (Movimento Democrático Brasileiro).
Fim da Democracia – A forma de governar o Brasil, passou a ser uma ditadura, o povo não podia fazer manifestações e nem protestar contra o governo.
Exílio Político – muitas pessoas que eram contra o Regime tiveram que sair do país e viver exiliado, a exemplo de Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gil, Paulo Freire, Leonel Brizola, Juscelino Kubistchek, Valdir Pires, Fernando Henrique Cardoso e outros. 
Fim da liberdade de expressão e pensamento – as pessoas não podiam expressar suas ideias e pensamento, principalmente se fosse algo contra o governo. Foram proibidas greves, passeatas, manifestações e reuniões, quem desobedecesses as ordens dos militares era preso e torturado. Os estudantes foram os mais perseguidos.
Censura – qualquer informação que fosse contra o Regime era proibida a divulgação, muitos jornais tinham matérias censuradas, também filmes, novelas e peças teatrais foram censuradas. Músicas, novelas, reportagens, filmes, peças de teatro, livros, desenhos e modas foram censuradas. Dentre as músicas censuradas podemos destacar: Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores (Geraldo Vandré), Apesar de Você (Chico Buarque), O Bêbado e o Equilibrista (Elis Regina), Alegria, Alegria (Caetano Veloso), Cálice (Chico Buarque e Milton Nascimento), É Proibido Proibir (Caetano Veloso), Como Nossos País (Belchior), Pare de tomar a pílula (Odair José) e outras.     
Tortura – as pessoas que foram contra o Regime e consequentemente presas eram torturadas, através de choque elétrico nos órgão genitais, pau-de-arara, agressões físicas, afogamento, palmatória, queimaduras, estupro coletivo, cadeira do dragão, espancamento, simulação de fuzilamento, isolamento em locais inóspitos e outras. Calcula-se que milhares de pessoas foram perseguidas e torturadas, dessas 430 despareceram, segundo a Comissão da Verdade. Um dos maiores torturadores foi o general Ustra, o qual contribuiu para a morte de 60 pessoas e tortura de outras 500. A maioria das pessoas mortas e torturas foi jovens.
AI 5- Com o ato institucional nº 5 o presidente ganhou plenos poderes para: fechar o Congresso Nacional, fazer leis, casar políticos, interver nos estados e municípios, aposentar funcionários. Também passou existir uma verdadeira repressão aos movimentos sociais (estudantil, negro, feminista, sindical e outros) e as suas manifestações. 
Propaganda Ufanista – Através dos meios de comunicação, das escolas, músicas e do futebol, o Regime passava a ideia que tudo estava bem no país. A vitória da seleção brasileira na copa de 1970 foi usada como propaganda a favor dos militares. A rede Globo também ajudou nesse tipo de propaganda. Os Slogan do Regime era: “ninguém mais segura esse país”. “Brasil: ame-o ou deixe-o”. 
DOPS e DOI-Codi – Departamentos de Ordem Política e Social e Departamentos de Operações Internas e Centros Operação de Defesa Interna – serviam para prender e tortura as pessoas que o Regime considerava subversiva, onde eram torturadas, sem que a família ou alguma autoridade fosse informada.
Milagre Econômico -  plano econômico criado pelo ministro da fazenda Delfim Netto, visando o crescimento do país, porém existiu uma forte concentração de renda e aumento da pobreza.
Educação tecnicista – o ensino era voltado apenas para a formação de técnicos, era repressor e decoreba. As disciplinas de Sociologia e Filosofia foram retiradas do currículo, no lugar dela surgiram OSPB e EMC. Os Grêmios Estudantis foram extintos.
Dessa forma, DITADURA NUNCA MAIS

VOTE FERNANDO HADDAD, VOTE 13,13,13....

Sugestão de Filmes.

Prá Frente Brasil (direção: Roberto Farias, 1982).
Lamarca (direção: Sérgio Rezende, 1994).
O que é isso companheiro (direção: Bruno Barreto, 1997).
Batismo de Sangue (Direção: Helvécio Ratton, 2006).
O ano que meus pais saíram de férias (direção: Cao Hamburger, 2006).
Zuzu Angel (direção: Sérgio Rezende, 2006).


Por: Luís Carlos Borges da Silva (professor de história do Colégio Estadual Professor Edgard Santos (Governador Mangabeira) e da Escola São Luís (Muritiba).
Referências:
BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História e Cidadania. Vol. 3, Ensino Médio. São Paulo: FTD, 2016, pp. 203-218
COTRIM, Gilberto. História Global. Vol. 3, Ensino Médio. São Paulo: Saraiva, pp. 237-253.
PORTAL MEMORIA DA DITADURA. Memórias da Ditadura. Instituto Vladimir Herzog. São Paulo. Disponível em: <http://memoriasdaditadura.org.br/estudantes/index.html.> Acesso em: 13/10/2018.
Continue lendo ...

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Candidatos de Domingas da Paixão, vencem os de Marcelo Pedreira nas eleições de 2018

2 comentários
Os resultados das eleições de ontem (07/10/2018) no município de Governador Mangabeira, demonstraram a força política que a ex-prefeita Domingas da Paixão (PT) ainda possui, bem como enfatizou uma elevada rejeição do eleitor mangabeirense a forma de governar do atual prefeito Marcelo Pedreira (PP).

Analisando os números, percebe-se a formatação dessa esmagadora vitória, quando nos cargos para Presidente, Governador e Senadores, os candidatos do grupo político de Domingas, somaram três vezes mais a quantidade de votos do que os do grupo de Marcelo, já no cargo de Deputado Federal, o candidato (Jorge Sola) da ex-prefeita, obteve o número de votos superior ao dobro dos dois candidatos (Lúcio Vieira Lima e Mário Negromonte Júnior) do atual gestor. Vejamos através dos números abaixo como essa vitória se configurou em cada cargo.

CANDIDATOS DO GRUPO DE DOMINGAS DA PAIXÃO

Presidente – Fernando Haddad (PT): 8.148 votos (70,96%).
Governador – Rui Costa (PT): 8.384 votos (77,72%).
Senadores – Jaques Wagner (PT): 7.373 votos (38,39%). Ângelo Coronel (PSD): 6.955 votos (36,22%).
Deputada Federal – Jorge Solla (PT): 3.419 votos (31,36%).
Deputada Estadual – Mirela Macedo (PSD): 3.179 votos (29,42%).

CANDIDATOS DO GRUPO DE MARCELO PEDREIRA

Presidente – Jair Bolsonaro (PSL): 1.810 votos (15,76%).
Governador – Zé Ronaldo (DEM): 2.292 votos (21,25 %).
Senadores – Irmão Lázaro (PSC): 2.429 votos (12,65%). Jutahy Magalhães (PSDB): 1.907 votos (9,93%).
Deputados Federais – Lúcio Vieira Lima (MDB): 1.000 votos (9,7%). Mário Negromonte Júnior (PP): 708 votos (6,49%).
Deputado Estadual – Pedro Tavares (DEM): 1.714 votos (15,86%).

Para além desses números, soma-se positivamente a ex-prefeita Domingas da Paixão, o fato de candidatos apoiados por pessoas com relações políticas ao seu grupo em relação as últimas eleições municipais, conseguirem, também significativa votação, a exemplo de Targino Machado - DEM (878 votos) e Marcelino Galo - PT (365 votos) para Deputado Estadual e, João Roma - PRB (966 votos) e Elizangela - PT (416 votos) para Deputado Federal, sendo Targino e Roma representados por Luiz de Zuquinha (ex vice-prefeito) e os petistas vinculados a Jadeílson Gomes (presidente do PT). Já o atual prefeito, amarga a decepção de Lúcio Vieira Lima, não ter conseguido a reeleição para a Câmara Federal.

Nas redes sociais, Domingas da Paixão, agradeceu ao eleitor mangabeirense pela expressiva votação aos seus candidatos, destacando que: “Essa votação expressiva que tivemos aqui foi uma resposta através do amor que sinto por essa cidade. Enquanto eles propagam o ódio, o terror e a mentira, continuaremos com o nosso trabalho com muito amor e com muita fé em Jesus, pois tudo posso Naquele que me fortalece. Só o amor é capaz de humanizar a política e, eu faço a política sempre por amor a minha cidade e nada mais do que amor recebo de vocês”.

Continue lendo ...
 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D