quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

TERCERIZAÇÃO NÃO É SOLUÇÃO E SIM, PRECARIZAÇÃO DA MÃO DE OBRA, AFIRMA DERLAN QUEIROZ

Se avanço, siga-me; se me detenho, empurre-me; se retrocedo, mata-me." Ernesto CHE Guevara. Quem vêem acompanhando os TELEJORNAIS nos últimos vinte dias pôde presenciar e observar diversos fatos referentes a problemas de limpeza pública a exemplo da coleta do lixo. De um lado, para resolver os problemas de limpeza pública, algumas pessoas defendem o processo de "TERCERIZAÇÃO". Já do outro lado, muitos especialistas acreditam que a TERCERIZAÇÃO NÃO É A SOLUÇÃO por ser considerado precarização na mão de obra e na prestação dos serviços. Nos últimos dias, diversas veiculações na imprensa escrita, falada e televisionada, Cidades como New York, Brasília, São Paulo, Salvador, Feira de Santana, Vera Cruz, Saubara e Santo Amaro, foram citadas como cidades que estavam com problemas na limpeza pública. O curioso é que, se não todas, mas, 90% destas cidades têm a coleta de lixo administrada por empresa terceirizada. Quem terceiriza tende a desprezar e desrespeitar a relação trabalhista, onde na maioria das vezes trata os trabalhadores de forma "descartável". Outro exemplo pode ser visto na Petrobras que, de todos acidentes de trabalho, 70 a 80% são com trabalhadores terceirizados. No caso da indústria petroleira, trabalhadores terceirizados fazem o mesmo trabalho e exerce a mesma função dos trabalhadores efetivos mas tem salários e vantagens diferenciados. Fonte: Na luta e na labuta
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D