domingo, 27 de novembro de 2016

100 ANOS DO SAMBA NO BRASIL

0 comentários



Hoje comemoramos o centenário do Samba no Brasil, pois exatamente em 27 de novembro de 1916, Ernesto Joaquim Maria dos Santos, conhecido como DONGA, registrou na Biblioteca Nacional o primeiro samba - PELO TELEFONE. Vejamos alguns trechos da letra dessa música: "O chefe da folia/ Pelo telefone manda me avisar/ Que com alegria/ Não se questione para se brincar/ Ai, ai, ai / É deixar mágoas pra trás, ó rapaz/ Ai, ai, ai/ Fica triste se és capaz e verás..."
O samba surgiu no Recôncavo Baiano no inicio do século XIX, sendo que o primeiro estilo foi o de roda. Suas raízes são relacionadas com a presença  africana no território brasileiro, a partir do período colonial. 
O samba foi introduzido no Rio de Janeiro, através da baiana Tia Ciata em 1876. Além do samba de roda, na atualidade existem uma variedade de estilos de samba, como: chula, coco, lundu, canção, carnavalesco, enredo, reggae, pagode, protesto e outros.
A partir dos anos 1930, o samba ganhou grande espaço na indústria fonográfica e também foi usado pela política ditatorial de Getúlio Vargas na época do Estado Novo. Os grandes sambistas e compositores da época do rádio são: Noel Rosa, Cartola, Dorival Caymmi, Ary Barroso e Adoniran Barbosa, Mário Lago, Ataulfo Alves, Carmem Miranda, Aracy de Almeida e outros.
A partir Na década de 1970, começa a surgir uma nova geração de sambistas. Podemos destacar: Paulinho da Viola, Jorge Aragão, João Nogueira, Beth Carvalho, Elza Soares, Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus, Chico Buarque, João Bosco, Alcione, Clara Nunes, Benito de Paula, Martinho da Vila, Nelson Rufino, Riachão, Agepê, Elis Regina, Jair Rodrigues, Lecy Brandão, Almir Guineto, Roberto Ribeiro, Bezerra da Silva e outros.
Durante esse mês de novembro, a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade - SEPROMI de Governador Mangabeira, realizou nas escolas municipais (CEPAVP, CEAG, João Alves, Centro Paroquial, Municipal de Quixabeira, Elza Souza e Luiz Santos), uma série de palestras acerca dos 100 anos do samba, bem como o Colégio Estadual Edgard Santos, desenvolveu um projeto pedagógico envolvendo essa temática e o Colégio Estadual José Bonifácio, realizou uma palestra.

Para finalizar, deixamos um dos trechos da música de Alcione: “Não deixe o samba morrer / Não deixe o samba acabar / O morro foi feito de samba / De Samba, pra gente sambar”.
Continue lendo ...

sábado, 26 de novembro de 2016

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE FIDEL CASTRO

0 comentários
O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Governador Mangabeira, lamenta a morte do grande líder cubano  – Fidel Castro, na data de hoje. Fidel foi um dos principais nomes da Revolução Cubana em 1959. Quando assumiu o governo, implantou na Ilha de Cuba um sistema socialista, onde erradicou o analfabetismo e a mortalidade infantil,  bem como instituiu a reforma agrária, uma educação e saúde de qualidade.
Como bem salienta o presidente do PT Nacional – Rui Falcon: “Fidel foi um dos grandes personagens políticos da América Latina e do mundo do nosso tempo. A Revolução Cubana que conduziu junto com outros dirigentes de seu país foi uma realização do direito à autodeterminação dos povos, da busca da igualdade e justiça social e de defesa intransigente de seu país diante de ingerências externas, além de inspiração para a luta de muitos outros revolucionários da América Latina”.

Cássio Alves - Presidente do Diretório Municipal do PT.
Continue lendo ...

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Colégio Estadual Edgard Santos da cidade de Gov. Mangabeira, realiza culminância do projeto: 100 do Samba no Brasil

0 comentários








Ontem 22/11/2016, aconteceu no Colégio Estadual Professor Edgard Santos - CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira, a culminância do Projeto Pedagógico: 100 anos do Samba no Brasil. Cada turma dos turnos matutino e vespertino, através da coordenação de um(a) professor(a) apresentou uma coreografia de alguns dos tipos de samba elencados no projeto, como: samba de roda, lundu, coco, canção, carnavalesco, enredo e pagode, além de alguns alunos desfilarem caracterizados conforme a temática de sua sala. Também, aconteceu exposição de fotos e cartazes.
Além das apresentações, se faz necessário destacar, que a primeira etapa do projeto aconteceu nos meses de setembro e outubro, quando os estudantes realizaram pesquisas e apresentaram seminários acerca do tipo de samba sugerido para sua turma.
Também, é importante ressaltar que a culminância do projeto no noturno, aconteceu no dia 21/11/2016, no colégio CEPAVP, onde funciona um anexo do CEPES. Nesse dia as turmas do EJA da sede e da comunidade de Quixabeira se reuniram para realizarem suas apresentações e se divertirem ao som do samba de roda da localidade de Meio de Campo - Vai Quem Quer e do grupo de capoeira Cobracan, além de saborearem comidas afrobrasileiras.
O objetivo geral do projeto consistiu, em  realizar um reflexão acerca do samba como uma das mais importantes manifestações culturais afrobrasileira e suas contribuições para a construção das identidades do povo brasileiro, uma vez que esse ano se comemora o centenário desse ritmo musical, pois em 27 de novembro de 1916, foi registrado o primeiro samba no Brasil: Pelo Telefone, sendo o autor Ernesto Joaquim Maria dos Santos (Donga), enfatizando que o samba surgiu no Recôncavo Baiano no inicio do século XIX, sendo que o primeiro estilo foi o samba de roda, de onde se derivou outras outros estilos.
"Parabenizamos aos estudantes, professores, direção, coordenação pedagógica e aos funcionários do CEPES, pelo empenho para o desenvolvimento desse relevante projeto. Foram brilhantes apresentações, onde nossos alunos demonstraram suas competências e habilidades, bem como, expressaram de forma contundente a importância de se realizar um estudo acerca do samba, uma manifestação afrobrasileira que torna evidente a contribuição do povo negro para a formação da cultura do nosso país. Não se esquecendo da contribuição do NRE 21 e da Coordenação de Diversidade da SEC estadual, na figura da professora Érica pelo apoio ao projeto. Parabéns a todos e a todas", salienta o professor Borges.

Continue lendo ...

domingo, 20 de novembro de 2016

SEPROMI ENCERRA CICLO DE PALESTRAS SOBRE A HISTÓRIA DO SAMBA NO BRASIL

1 comentários










Na última sexta-feira (18/11/2016), em uma atividade realizada pela noite no CEAG, nas turmas do EJA, com a coordenação da professora Sirley e do professor Cássio Alves, a SEPROMI encerrou o ciclo de palestras acerca da história do Samba no Brasil, uma vez que no dia 27 de agosto comemora-se o centenário desse ritmo afrobrasileira. Nesse mesmo dia do ano de 1916 foi registrado o primeiro samba no país, sendo o autor  Ernesto Joaquim Maria dos Santos (Donga). Após a realização da palestra, aconteceu uma brilhante apresentação do grupo de samba de roda da localidade de Meio de Campo: Vai Quem Quer.
Além do CEAG, as palestras foram realizadas nas seguintes unidades de ensino: CEPAVP, Municipal de Quixabeira, João Alves, Centro Paroquial, Luiz Santos e Elza Souza. As palestras  foram bastante divertidas e contou com uma forte interação dos professores e professoras das escolas. Salientando que as mesmas foram desenvolvidas em alusão ao mês da consciência negra.
Vale ressaltar que o samba surgiu no Recôncavo Baiano no inicio do século XIX, sendo que o primeiro estilo foi o samba de roda, de onde se derivou outras formas que perduram até os dias atuais.
“Agradecemos a direção, coordenadores, professores, alunos e funcionários das escolas em que as palestras foram desenvolvidas, pois demonstraram interesse e valorização pela história do samba, compreendendo que a consciência negra pode ser expressa por diversas formas. Parabéns.", salientou professor Borges, secretário da SEPROMI.
Continue lendo ...

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

ESCOLA MUNICIPAL JOÃO ALVES, REALIZA PROJETO SOBRE REVOLTA DOS BÚZIOS

0 comentários




Entre os meses de outubro e novembro, a Escola Municipal João Alves, localizada na comunidade de Jacarezinho - Governador Mangabeira, desenvolveu o projeto pedagógico com os alunos do 4º e 5º anos, denominado: REVOLTA DOS BÚZIOS: A REVOLTA QUE NOS FORTALECE, POIS A LUTA CONTINUA, coordenado pela professora Rosiane Oliveira dos Santos. O projeto tem como objetivo realizar uma reflexão desse movimento que aconteceu na Bahia em em agosto de 1798, sendo um dos principais objetivos o fim da escravidão, sendo os líderes Lucas Dantas, Manoel Faustino, João de Deus e Luiz Gonzaga das Virgens, ambos foram enforcado na praça da piedade em novembro desse mesmo ano. 
Segundo a professora coordenadora do projeto, a ideia surgiu a partir de uma palestra que foi apresentada pelo professor Borges na Escola João Alves, relacionada ao líder abolicionista Luís Gama, no entanto o palestrante  mencionou o nome  Revolta dos Búzios, dizendo que não tinha muito tempo para falar  sobre a mesma, sugerindo que a professora abordasse em suas aulas algo acerca do mencionado movimento, então foi solicitado dos estudantes uma pesquisa sobre a temática em foco, assim surgiu o projeto.
Além da pesquisa, a atividade conta com as seguintes etapas: oficinas de leitura e interpretação de historinhas elaboradas pelos alunos; conversação sobre a  leitura e interpretação das historinhas; produção de cartazes; apresentação em sala de aula; oficinas de produção de pulseiras e a divulgação em outras unidades de ensino do município.
"Queremos parabenizar toda equipe da escola João Alves (Ana Paula Santiago, Rosiane Oliveira dos Santos, Jaquelina dos Santos Oliveira, Rosimeire Moura Barros, Marilene Araújo do Vale, Sabrina Lamara Bispo da Silva), em especial a professora Rosiane Oliveira, pelo desenvolvimento do brilhante projeto, algo de grande relevância para a efetivação do ensino de história e cultura afrobrasileira nas escolas do nosso município, bem como, fazer cumprir o que determina a lei 10.639/2003, uma fez que a Revolta dos Búzios, se configura como uma grande movimento popular da história do Brasil. Fiquei lisonjeado quando os alunos apresentaram a atividade para mim e Daniel, logo depois da palestra sobre a História do Samba no Brasil, sem dúvidas uma atividade de alta qualidade, com as etapas bem estruturadas, sair de lá encantado com a performasse dos estudantes, tanto na apresentação, quanto na elaboração das histórias. Parabéns!!!", salienta oo professor Borges
Também, desejo parabenizar a escola João Alves, na figura de sua diretora Sabrina Lamara e os demais funcionários, por receber o prêmio (Escola Criativa) da empresa Votorantin, através do Projeto Horta na Escola. Parabéns!!!  


Continue lendo ...

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Tema da redação do ENEM, chama atenção para a Intolerância Religiosa no Brasil

0 comentários
Esse ano, o tema da redação do ENEM foi a intolerância religiosa no Brasil. Uma escolha relevante, uma vez que ainda perdura em nosso país a falta de respeito a escolha religiosa das pessoas. Em um dos textos propostos como orientação para o candidato elaborar a redação, o INEP apresentou alguns dados da intolerância religiosa em nosso pais, no que se refere as denúncias apresentadas pela vítimas, entre os anos de 2011 a 2014, são eles: Afro-brasileira - 75, Evangélicos - 58, Espírita - 27, Católica - 22, Ateus - 8, Judaica - 6, Islâmica - 5, Outras - 15.
"Por certo, a escolha do mencionado tema para a redação do ENEM, contribui para um despertar entre as pessoas no sentido de uma maior consciência acerca desse aspecto, algo inaceitável ainda em nosso país, acreditando que um trabalho educacional voltado para o respeito a diversidade religiosa é fundamental, apoiado nas iniciativas dos movimentos sociais, das próprias religiões e dos órgãos governamentais, a exemplo do que fez nesses cinco anos a SEPROMI de Governador Mangabeira, desenvolvendo atividades de conscientização acerca do respeito a diversidade em todos os sentidos, inclusive a religiosa, bem como a valorização e respeito a cultura afrobrasileira", salientou professor Borges, secretário da SEPROMI.
Continue lendo ...

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

SEPROMI, inicia ciclo de palestras nas escolas municipais sobre a História do Samba

0 comentários





Em alusão ao mês da consciência negra, a Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade - SEPROMI de Governador Mangabeira, está desenvolvendo um ciclo de palestras nas escolas municipais acerca da História do Samba, uma vez que dia 27 de novembro esse ritmo musical completa 100 anos no Brasil. As palestras serão realizadas até o dia 14 de novembro, sendo o CEPAVP - Centro Educacional Professor Agnaldo Viana Pereira, localizada na comunidade de Quixabeira, a primeira escola a desenvolver a atividade no dia 04/11/2016.
O samba nasceu no Recôncavo Baiano no século XIX. Suas raízes são relacionadas com a presença  africana no território brasileiro, a partir do período colonial. A palavra samba, vem de semba, que em Angola significa brincar, divertir-se. 
Os negros escravizados realizavam batuques como forma de diversão, resistência e de significado religioso, desses batuques surgiu o samba. Durante o período da escravidão, os proprietários de escravos, a Igreja e a polícia proibiram a prática do samba, com  medo de que a dança favorecesse para a organização de revoltas escravas.
Foi através da baiana Tia Ciata que o samba foi introduzido no Rio de Janeiro, por volta de 1876. Em 27 de novembro de 1916 foi registrado oficialmente o primeiro samba - Pelo Telefone, sendo a autoria de Donga (Ernesto Joaquim Maria dos Santos), por isso que esse ano se comemora o centenário do samba no Brasil.
Existem diverso tipos de samba, dentre os quais podemos destacar: de roda, chula, lundu, coco, embolada, canção, carnavalesco, enredo, partido alto, samba-reggae e pagode, ressaltando que o samba de roda foi o primeiro tipo de samba a surgir, sendo considerado patrimônio cultural do Brasil (2004) e da Humanidade (2005). O samba de roda surgiu no Recôncavo, possuindo na atualidade diversas ramificações. São diversos grupos que ainda praticam essa arte musical, dentre eles podemos citar o de Dona Dalva Damiana, localizado na cidade de Cachoeira, também chamado Samba de Roda da Suerdieck.
Continue lendo ...
 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D