Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

O POETA E A FONTE: UM MONÓLOGO – TALVEZ!

Imagem
Texto do professor Moacir Aragão, acerca da Fonte das Cabeças, localizada na cidade de Governador Mangabeira – Bahia.      A natureza pode ser inexplicável, de repente não sei ao certo, se ela surgiu ou se alguém disse tê-la descoberto, o fato é que dentro de um Universo Natural encontra-se uma paragem que no seu cerne jorra um líquido da cor de sal e que serve para temporariamente acabar com a sensação causada pela necessidade de expurgação da secura na garganta.              Abençoado Distrito cognominado – Cabeças – que recebe da mãe natureza esta jóia rara; para alguns não é tão preciosa e para outros é a essência da própria vida. Batizaram-na de Fonte das Cabeças. Certamente os historiadores dirão que fora uma homenagem ao próprio Distrito, ou que foi o contrário, ou ainda, que há uma história de viajantes que perderam suas cabeças nas proximidades desta área, e desde então, assim ficara conhecida.             Lembro-me quando criança, por volta da década