quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Historiadora de Governador Mangabeira, defende doutorado na UNIRIO






Na última terça-feira (11/02/2020), a historiadora mangabeirense – Alaize dos Santos Conceição, defendeu sua tese de doutorado pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), com o título: “Vai buscar no mato o que você enjeitou!” práticas religiosas e devoções negras no Vale do Iguape. Recôncavo Sul da Bahia (c.1930- c.1980), orientada pelo Prof. Dr. Anderson José Oliveira, sendo os participantes da banca: as professoras doutoras Cláudia Rodrigues, Andrea Barbosa Marzano, Mariza de Carvalho Soares e Wilson Roberto de Mattos.

Usando como foco principal as comunidades quilombolas do Vale do Iguape (Cachoeira – BA), Conceição organiza seu problema de pesquisa a partir do questionamento inicial: “Como as práticas religiosas vinculadas às experiências cotidianas no mundo do trabalho, da família, das festas e as práticas curativas refletiram nas vivências das populações negras do Recôncavo baiano, entre 1920 e 1980?” Questão que alicerça sua tese, através de várias reflexões, com destaque para a concepção de que: “As práticas religiosas e os atos devocionais tendem a redimensionar o cotidiano dos indivíduos produzindo efeitos materiais para aqueles que creem. Através da religiosidades dos sujeitos, há o compartilhamento de experiências em todas as esferas do vivido: família, trabalho, lazer, contribuindo para a identificação coletiva dos espaços e a formação dos território dos saberes”.

Essas reflexões foram fundamentadas em conceitos como: práticas culturais, cultura e memória, utilizando como vertente metodológica principal, as fontes orais, através dos depoimentos de pessoas que residem na área do Vale do Iguape. A autora, também recorreu as fontes escritas, destacando documentos como: relatórios médicos, correspondências direcionadas à Secretaria de Educação e Saúde, Leis, Decretos, Códigos de Posturas e outros.

Alaize dos Santos Conceição, atualmente é professor do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES (Governador Mangabeira) e professora substituta da Universidade do Estado da Bahia –UNEB, instituição na qual realizou sua licenciatura e mestrado em História, também é forte defensora dos direitos e empoderamento das mulheres, bem como pelo reconhecimento e valorização da história do povo negro no Brasil.

“Parabenizo a professora Alaize por mais esta relevante conquista em sua vida, algo que condecora toda sua vitoriosa trajetória, a qual foi constituída de muitos sacrifícios e desafios, mas que com inteligência, criticidade e responsabilidade conseguiu vencer. Também, parabenizar pela extraordinária tese de doutorado, construída de um significativo estudo historiográfico, tornado visível aspectos da cultura e devoções religiosas da população negra do Vale do Iguape, situado no Recôncavo baiano. Valeu professora Alaize, você realmente é uma referência para todos nós mangabeirenses, sucesso na sua caminhada, rumo ao pós-doutorado”, salientou professor Borges.
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D