quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Bahia apresenta o maior número de negros

 O Pará é o estado com o maior número de pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas no Brasil, de acordo com um levantamento feito pelo  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O estudo lançado nesta quarta-feira, 6, na 3ª Conferência Nacional de Igualdade Racial, em Brasília, revela que 76,7% dos paraenses afirmaram ser  pretos ou pardos no censo demográfico de 2010. Deste percentual, 69,5% se disseram pardos e 7,2%, negros.
A Bahia ocupa o segundo lugar no ranking nacional com 76,3% autodeclarados pretos e pardos. Entretanto, é o estado com o maior número de pessoas que se declararam pretas (17,1%); outras 59,2% se dizem pardas.
De acordo com o assistente da Diretoria de Geociências do IBGE, José Senna, o alto índice de paraenses que se declaram pardos deve-se ao processo de miscigenação entre brancos e índios na região amazônica. Diferentemente da Bahia, onde a maioria dos entrevistados que se disseram pardos são afrodescendentes.
Municípios
Apesar de o Pará ocupar o primeiro lugar no ranking nacional, o município com o maior número de pretos e pardos autodeclarados é a cidade maranhense de Serrano do Maranhão (94,76%); seguida pelos municípios baianos Terra Nova (93,2%), Teodoro Sampaio (92,6%), Pedrão (92,54%) e Salinas (92,14%).
Na classificação nacional, Salvador ocupa a 565ª posição e a 154ª, no cenário baiano. A pesquisa Mapa da Distribuição Espacial da População segundo Cor ou Raça - pretos e pardos é fruto de parceria do IBGE com a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir). Fonte: A Tarde.
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D