A África e a matemática: jogos de tabuleiro que têm origem africana.



Quem é que disse que não se pode aprender matemática brincando? Muitos jogos que estão atualmente em seu computador utilizam a matemática para ser produzidos ou exigem o raciocínio lógico para ser concluídos. Alguns deles foram inventados na África, há centenas, e até milhares, de anos.
Um exemplo de brinquedo que surgiu no Antigo Egito, há mais de 3000 anos, é o Tic-tac-toe, um jogo de tabuleiro em que o objetivo é ser o primeiro jogador a pôr três peças na mesma linha. Você o conhece como jogo da velha.
O Shisima, originado no Quênia (outro país da África), tem o mesmo objetivo do Tic-tac-toe. A palavra Shisima quer dizer “extensão de água” e o que o diferencia do jogo egípcio é que o tabuleiro tem o formato de um octógono.
Já no Zimbábue, esse brinquedo era chamado de Tsoro Yematatu, que significa “jogo de pedra jogado com três”. A diferença para os outros dois citados também está no tabuleiro, que nesse caso tem a forma de um triângulo isósceles.
Outro jogo muito popular da África chama-se Mankala, que significa “transferir”. Os Mankalas constituem uma família de jogos em que o tabuleiro consiste de duas, três ou quatro fileiras de buracos, nos quais são distribuídas pedrinhas.
O site Ludomania apresenta vários jogos, entre eles a Mankala. Visite-o e veja se você descobre os conceitos matemáticos envolvidos. 
Fonte: www.portalpositivo.com.br