sábado, 23 de fevereiro de 2013

Salvador registra 21 casos de agressão a mulheres por dia


Nos primeiros 50 dias deste ano, 1.702 ocorrências de casos de violência contra a mulher foram registradas nas duas unidades da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) na capital, nos bairros de Brotas e Periperi (subúrbio ferroviário) - média de 21 casos por dia.
O dado equivale a 16,4% do total de 10.352 casos computados nas especializadas em todo o ano passado. O número de queixas em 2012 cresceu 2,8%, quando comparado às 10.064 denúncias de violência doméstica contabilizadas no ano anterior.
Coordenadora-executiva do Fórum Nacional de Mulheres Negras e membro da União Brasileira de Mulheres, a militante Ubiraci Sodré avalia os dados como "inconcebíveis, em pleno século XXI". Para ela, "são números altos, que ainda não refletem a realidade, se consideradas as subnotificações".
Ameaças, lesões corporais e agressões morais figuram no topo das violências cometidas pelos algozes das mulheres, que, na maioria das vezes, dividem o mesmo teto com as vítimas, a exemplo de maridos, companheiros, pais, irmãos e namorados.
"As vítimas são, na maioria, mulheres com baixa escolaridade, sobretudo negras, que não desenvolveram a percepção de denunciar esses crimes", ela acrescenta.
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D