Livro “Flora, faça florir”, da professora e escritora Janete Marques, foi selecionado para as bibliotecas da cidade de São Paulo

 

Através do edital 03/2021 da prefeitura da cidade de São Paulo, o livro infanto-juvenil “FLORA, FAÇA FLORIR”, de autoria de JANETE MARQUES, com ilustrações da artista Dilua, “foi selecionado para compor o acervo das salas, espaços de leituras e bibliotecas escolares das unidades educacionais paulistanas. Também, a obra foi escolhida para fazer parte da lista de livros das turmas do 6º e 7º anos da Escola São Luis (Muritiba)”, mencionou a autora.

Marques, ainda destaca a sua alegria pela seleção do seu livro no contexto mencionado acima, ressaltando que: “sabemos que por muitas vezes a escola é espaço no qual as crianças têm contato com os primeiros livros e no qual são incentivadas a criarem o hábito da leitura. Pensando nisso governos, estaduais, municipais e federal lançam programas de incentivo à leitura, uma significativa ação de valorização a educação”.

Na obra, Flora é uma menina negra que percebe o quão silenciadas as mulheres de sua família são. Ayo, mãe da personagem, mostra que a solidão tem cor e gênero. Já Abayomi, Zuri e Ayana, tia, irmã e avó de Flora, respectivamente, trazem à tona outras problemáticas sociais que as mulheres negras enfrentam ao longo da vida - desde o acesso à universidade até a necessidade de estabelecer uma relação de amor e respeito com a ancestralidade do povo preto. 

Janete Marques é licenciada em História pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, atualmente é professora da educação infantil da Escola Vovó Dedé, localizada no bairro do Portão, município de Governador Mangabeira - Bahia, também desenvolve outras atividades pedagógicas relacionadas a História e Cultura Afro-brasileira e Africana, seu primeiro livro publicado foi: Um livro pra Nini... Um livro pra Nana..., (Scortecci Editora2019). Também, constam textos de sua autoria no livro CAROLINAS – A Nova Geração de Escritoras Negras Brasileiras, publicado através de uma coedição FLUP/Bazar do Tempo (2021).

“Parabenizamos a Janete Marques por mais essa vitória na sua trajetória como educadora e escritora, demonstrando a sua competência e sensibilidade de abordar temáticas relacionadas a cultura afro-brasileira e africana, especialmente para o público infanto-juvenil. Esperamos que outras prefeituras possam seguir o exemplo da cidade de São Paulo, abrindo editais para aquisição de livros, como forma de incentivar a leitura. Parabéns, professora e escritora Janete Marques!!!”, salientou o professor Borges.

Comentários