Postagens

Mostrando postagens de Março, 2021

O corpo negro na Educação Física escolar

Imagem
  O presente ensaio tem com proposta provocar alguma reflexão sobre o corpo negro na Educação Física escolar, esse ácido caminho se depara com algumas formas do racismo, dentre eles, o científico, institucional e estrutural.   Não rara as vezes deparamos com narrativas que dizem que o negro é bom para o esporte. Falsos discursos que se aportam nas “ciências”, para “subsidiar” essas narrativas, dentre elas, que o negro é melhor na corrida de velocidade por ter mais fibras musculares tipo branca, em detrimento a corrida de longas distâncias, que requer mais as fibras vermelhas, ou retóricas que a população negra tem dificuldade com a natação, devida sua densidade corporal.   Ao pensar no domínio dos Quenianos e Etíopes na corrida de São Silvestre, já invalida a questão das corridas de longas distâncias, se a premissa é falsa, a afirmação não é verdadeira. No que tange a natação não se discute o não acesso do negro nas piscinas, sendo a piscina símbolo de riqueza, a população negra está l

Papa Francisco: “Racismo é um ‘vírus’ sempre à espreita”

Imagem
O Papa Francisco denunciou o racismo em seu discurso neste domingo (21.03), comparando-o a um “vírus que se transforma rapidamente e, em vez de desaparecer, esconde-se, e espreita à espera”.  As declarações do Papa foram feitas através de uma mensagem pela rede social Twitter, na data que as Nações Unidas assinalam como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial.  “Instâncias de racismo continuam a envergonhar-nos, pois mostram que o nosso suposto progresso social não é tão real ou definitivo como pensamos”, escreveu, acrescentando os hashtags #FightRacism #FratelliTutti.  “Fratelli Tutti”  “Fratelli Tutti” é o título que o Papa emitiu no ano passado, em meio à pandemia da Covid-19, para pressionar pela solidariedade, irmandade e cuidados com o meio ambiente em todo o mundo. Entretanto, no seu tweet, o Papa Francisco não especificou nenhum caso particular de racismo. Fonte:  https://www.geledes.org.br/papa-francisco-racismo-e-um-virus-sempre-a-espreita/

Kiriku famosa lenda africana de bebê guerreiro vai virar série de livros

Imagem
  A editora brasileira Viajante do Tempo vai lançar, no próximo dia 19 de novembro, os livros “Kiriku e a feiticeira” e “Kiriku e o colar da discórdia”, ambos inspirados no filme “Kiriku e a Feiticeira”, produção franco-belga de 1998, dirigida por Michel Ancelot. O lançamento será feito durante a Feira e Livros do Palácio do Catete, no Rio de Janeiro. A história é referência em cultura africana, e sua abordagem permite trabalhar com as crianças temas de suma importância, como senso de comunidade, costumes sociais, preconceitos, escravização, respeito, alteridade e tolerância. Sobre a história Kiriku  ou  Kiriku e a Feiticeira  é um longa-metragem de animação franco-belga de 1998 dirigido por Michel Ocelot. O diretor do filme, passou parte da infância na Guiné, onde conheceu a lenda de Kiriku. [1] O filme retrata uma lenda africana, em que um recém-nascido superdotado que sabe falar, andar e correr muito rápido se incumbe de salvar a sua aldeia de Karabá, uma feiticeira terrível que deu