Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2018

Equipe da UFRB realiza oficina no CEPES acerca do ingresso e da permanência nos curso de graduação

Imagem
Na última terça-feira (17/07/2018), uma equipe da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, realizou uma oficina para os estudantes do terceiro ano do ensino médio (matutino) do Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES (Governador Mangabeira), acerca das formas de ingresso e permanência nos cursos de graduação da mencionada instituição de ensino superior. Incialmente a equipe de servidores da Pró-Reitoria de Graduação da UFRB, formada por Geane da Conceição Dias,  Leandro Carvalho dos Santos, Joseane da Conceição Pereira Costa e Raphael Lima Costa , explanou acerca da estrutura da UFRB, que atualmente conta com  mais de 12 mil estudantes, divididos em 55 cursos de graduação, 13 de mestrado e 2 doutorados, sendo que do município de Governador Mangabeira existem 347 pessoas matriculadas nos cursos da UFRB, com destaque para as graduações em: Biologia (37), História (34), Serviço Social (21), Bacharelado em Ciências Exatas e Tecnológicas (17) e Tecnolog

Jadeilson e Marcos: os mais novos Historiadores de Governador Mangabeira

Imagem
Ontem (07/07/2018), no auditório da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) - Campus de Cachoeira, aconteceu a cerimônia de formatura do curso de Licenciatura em História, com destaque para dois mangabeirenses: Jadeilson Gomes de Oliveira e Marcos Antônio Oliveira Rodrigues. Também, participaram da formatura estudantes dos cursos de Artes Visuais, Jornalismo, Publicidade, Gestão Pública e Ciências Sociais.  Sem dúvidas foi um ótimo evento, com mensagens críticas e qualificadas daqueles que usaram a palavra, a exemplo da Oradora Oficial – Laís Laiza (estudante de Ciências Sociais), quando destacou a importância da UFRB para a Bahia, principalmente no sentido da inclusão de jovens oriundos das camadas mais baixa da população e foi acompanhada pelos presentes quanto entoou o grito – “LULA LIVRE”. Já a deputada Alice Portugal (PCdoB), destacou o processo de criação da UFRB, que aconteceu durante o governo do ex-presidente Lula, bem como, alertou para o sucateamento da

FAZER CHARUTOS: UMA ATIVIDADE FEMININA

Imagem
Com uma rica e conceituada produção historiográfica, em 2001, a historiadora Elizabete Rodrigues da Silva, natural da cidade de Governador Mangabeira, defendeu sua dissertação de Mestrado pela UFBA com o título: FAZER CHARUTOS: UMA ATIVIDADE FEMININA. Utilizando-se de diversas fontes históricas, em especial as fontes orais, a pesquisadora discute o cotidiano feminino na produção de charutos na primeira metade do século XX em cidades do Recôncavo baiano como Muritiba, São Félix, Cachoeira e Maragogipe, além da Vila de Cabeças (atual município de Governador Mangabeira). Com um olhar histórico fundamentado na concepção teórica da História das Mulheres, a autora em seu estudo visa “desvelar os papéis históricos das mulheres charuteiras, a partir de suas estratégias de sobrevivência que, ao lutar para vencer as necessidades materiais, a exploração' no/do trabalho e a discriminação sexual, assim como a invisibilidade social.”. (SILVA, 2001, p. 11). A dissertação, oferece uma