Expansão do PIB em 2010 já é de 7,4%, diz Bernardo

BRASÍLIA - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta quinta-feira, 9, que a equipe econômica do governo já calculou que o crescimento do País neste ano será robusto mesmo que o Brasil fique estagnado no 4º trimestre. 'Mesmo sem o quarto trimestre, cresceremos 7,4%, 7,5% em 2010', disse Bernardo, ao chegar à cerimônia de balanço dos últimos quatro anos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 'O ritmo de crescimento está superior a 8% ao ano', continuou o ministro. Segundo ele, os números divulgados pelo IBGE nesta quinta, foram tema de conversa com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A avaliação do governo, conforme Bernardo, é a de que entre outros motivos, a revisão do PIB de 2009 para baixo (de -0,2% para -0,6%) automaticamente leva os números deste ano a ficarem maiores. O destaque dos números do PIB para o ministro foi o volume de investimentos, que registrou alta de 21,2% no terceiro trimestre, ante igual período de 2009.
'Tudo indica que ainda vamos ter bom crescimento dos investimentos', observou o ministro, acrescentando que esse avanço das aplicações é importante para permitir a continuidade do aumento do PIB do País. O ministro evitou falar qual seria seu principal trabalho à frente da pasta das Comunicação, cargo que assumirá no governo de Dilma Rousseff. 'Vamos conversar sobre isso apenas a partir de janeiro', disse.