quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Estudante de História da UFRB, apresenta TCC acerca da Representação do Negro no Livro Didático para a EJA.





Ontem (29/08/2018), o estudante do curso de Licenciatura em História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Gilson Nascimento da Conceição Júnior, através da orientação da professora Dr. Martha Rosa Fiqueira Queiroz, apresentou o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), com o título: A Representação do Negro no Livro Didático da Educação de Jovens e Adultos.

A banca de avaliação, além da professora Martha Rosa, foi composta pelos professores: Dr. Eliazar Silva (UFRB) e professor Esp. Luís Carlos Borges da Silva (Secretária de Educação do Estado/ CEPES), os quais emitiram relevantes considerações e elogios ao mencionado TCC, principalmente no sentido em dar visibilidade a modalidade de ensino da EJA, em especial a representação dos negros nos livros didáticos adotados para esse programa. Também, estiveram presentes na atividade os familiares e amigos Gilson, além de alguns dos seus colegas do curso de História.

Conforme o texto do TCC, o objetivo consistiu em analisar “dois livros didáticos nas partes destinadas à disciplina História, da coleção EJA Moderna, um para o 8° ano e o outro para o 9° ano dos anos finais do ensino fundamental II”, adotados em turma dessa modalidade de ensino na cidade de São Félix – Bahia.

Segundo o autor, o que o levou a construção do mencionado trabalho “foi a identificação com o cotidiano dos alunos da modalidade de ensino EJA e pelo fato de ser uma modalidade que acolhe em sua grande maioria pessoas negras, já que sempre quis pesquisar sobre a presença negra no Brasil. A forma como a imagem do negro é trabalhada nestes manuais didáticos deixou-me interessado em pesquisar se esse material didático incentiva esse alunado a buscar conhecer e se identificar com a cultura do povo negro.  

Em suas considerações finais, Gilson salienta que: “a representação dos negros no Ensino de História precisa― furar o bloqueio que impede a construção de uma nova história dos negros nos livros didáticos. Chega de sermos somente escravizados, para superar esta fase é preciso mudar a forma tradicional, sair da zona de conforto. Sabemos que para a elaboração de livros didáticos existem muitas etapas até chegar às mãos dos alunos. Mas mesmo com tanta rigorosidade ainda existem falhas, intencionais eu diria. É preciso fazer cumprir a lei 10.639/2003 e caminhar para acabar com a exclusão das culturas negras e africanas no campo educacional.

“Parabenizo a Gilson Nascimento da Conceição Júnior pela produção do riquíssimo TCC, um texto fácil de ler e com uma significativa análise acerca da representação dos negros nos livros didáticos da EJA, enfatizando a invisibilidade dos negros e negras nesses manuais, além dos preconceitos e estereótipos relacionados a história e cultura afro-brasileira, também pela ideia em dar visibilidade a modalidade de ensino da EJA, bem como pela sua conquista, conseguindo depois de muita luta concluir a Licenciatura em História, que sua vontade e inteligência sirvam de exemplo para outros jovens da cidade de São Félix. Ainda, agradeço ao convite da competente professora história Martha Rosa para participar da banca de defesa do mencionado TCC”, salientou o professor Borges.
Compartilhe : :

1 comentários:

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D