terça-feira, 1 de maio de 2018

Diretório Municipal do PT, parabeniza os trabalhadores e as trabalhadoras mangabeirenses pelo 1º de maio

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores – PT, parabeniza todos os trabalhadores e as trabalhadoras, espacialmente de Governador Mangabeira pela passagem do seu dia – o primeiro de maio.

Que essa data seja de reflexão e de muita luta pela manutenção da democracia, liberdade e todos os direitos da classe trabalhadora, que vem sendo menosprezada nos níveis federal e municipal.

O Diretório, também manifesta seu total repúdio a prisão política do ex-presidente Lula e reafirma seu apoio ao maior defensor da classe trabalhadora brasileira – Luís Inácio Lula da Silva.

Ainda o PT local, repudia a forma de governar elitista e desigual dos governos municipal e federal.

PARABÉNS TRABALHADORES E TRABALHADORAS MANGABEIRENSES.

LULA LIVRE – PARA O BEM DO POVO BRASILEIRO.

Para refletir:


Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores
(Geraldo Vandré)


Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantando e seguindo a canção

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Pelos campos há fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo o canhão

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Há soldados armados, amados ou não
Quase todos perdidos de armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição
De morrer pela pátria e viver sem razão

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer

Vem, vamos embora, que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora, não espera acontecer



Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D