quinta-feira, 11 de abril de 2013

Zezé Motta: 'É muito importante que o negro apareça em todos os espaços'

Apesar de ser mais reconhecida pela trajetória como atriz, a veia musical de Zezé Motta se sobressaiu desde cedo. A artista começou a atuar em 1967 e, em 1971, estreou como cantora. Do primeiro LP, "Gerson Conrad e Zezé Motta", lançado em 1975, ao mais recente, “Negra Melodia”, já são nove discos. O último, lançado em 2011, é uma homenagem aos compositores Luiz Melodia e Jards Macalé, com quem a cantora já demonstrou afinidade em trabalhos anteriores. O repertório de “Negra Melodia” e outros sucessos de Zezé Motta serão apresentados em Salvador em quatro oportunidades, desta quinta-feira (11) a domingo (14), na Caixa Cultural. Em entrevista concedida ao Bahia Notícias, a artista fala sobre a identificação com os músicos homenageados, sobre a paixão por Salvador e sobre a militância junto ao Movimento Negro. Ela, que se destacou internacionalmente com o filme de "Xica da Silva", em que interpretou a primeira protagonista negra do cinema brasileiro, fala também como sentiu a necessidade de lutar em movimentos anti-racistas. Desde o despertar dessa consciência, interpretou três mães de santo na televisão, a última na série “O Canto da Sereia”, gravada na Bahia. A inspiração para as personagens vem de uma figura que é lembrada com muito carinho pela cantora, a baiana Mãe Stela de Oxossi. Fonte: Bahia Notícias 
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D