segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Tropas e PMs em greve entram em confronto na Assembleia Legislativa

A ação de desocupação da Assembleia Legislativa da Bahia (AL), onde os policiais militares em greve estão acampados, é marcada pelo confronto nesta segunda-feira (6). Familiares de policiais e PMs em greve que estão do lado de fora da AL e querem se juntar aos acampados se desentenderam com o homens do Batalhão de Choque do Exército por mais de uma vez.
O confronto acontece enquanto o grupo tenta furar o cerco feito pelo Exército, Força Nacional, PM e Polícia Federal e é impedido por um cordão humano formado com homens do Batalhão de Choque. Houve disparos de bala de borracha e soltaram gás de pimenta. Um manifestante ficou ferido no pé.
Um manifestante chegou a ser preso, mas foi liberado em seguida. De acordo com o governo, ele portava uma pistola e uma faca. As armas foram apreendidas.
O deputado Capitão Tadeu, uma das lideranças da PM, conseguiu autorização para levar um PM para conversar com o presidente da Associação dos Policiais, Bombeiros e de seus Familiares do Estado (Aspra), Marcos Prisco. Ele pediu que os familiares de policiais e PMs que estão do lado de fora da Assembleia acalmem os ânimos para evitar novos confrontos.
Líderes das outras
associações que representam os policiais militares disseram nesta segunda que se retiraram da negociação por conta da "intransigência do governo". Fonte: Atarde
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D