quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O II Xirê das Letras: Giros de Resistência é a continuidade da concretização do anseio dos pesquisadores do AYOKÁ-KIANDA – Núcleo de Pesquisas e Estudos Multidisciplinares Africanos e Afro-Americanos e de muitos dos docentes e discentes do Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias – DCHT XXIV, do Campus Universitário Professor Gedival Sousa Andrade, da UNEB, no município de Xique-Xique – Bahia, pela realização de um evento de natureza científica, de caráter internacional, a fim de compartilhar e impulsionar pesquisas e estudos desenvolvidos neste Departamento, pondo-os em diálogo com produções de pesquisadores de outras I.E.S., envolvendo a temática das africanidades refletidas nas línguas, nas literaturas, na educação e nas culturas africanas e afro-americanas.
Nomeamos o nosso evento Xirê das Letras no intuito de fazer circular, com espírito festivo e fraterno, conhecimentos acerca das africanidades nas Línguas, Literaturas e Culturas Africanas e Afro-Americanas. O Xirê é a manifestação religiosa em que os Orixás, entidades sagradas do Candomblé, põem-se a dançar e cantar em círculo, irmanando-se em um ato sagrado de fé e festa, oração e alegria. Sabemos que são inúmeras as religiões nos países africanos, bem como no nosso grande Brasil e demais países americanos. Ao escolhermos a simbologia do Xirê, pensamos em homenagear as religiões afro-brasileiras, cujos adeptos, por terem sofrido intensa perseguição no passado (e ainda no presente), pela resistência com que enfrentaram as adversidades e cuidaram da manutenção do legado cultural de origem africana, merecem o reconhecimento da Academia e de toda a sociedade.

Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D