Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2019

Dialogando com a turma da Terapia Comunitária da cidade de Governador Mangabeira

Imagem
No dia 13/07/2019, na turma de Terapia Comunitária Integrativa da cidade de Governador Mangabeira, aconteceu um diálogo acerca da temática: Nossas Raízes Culturais: um olhar antropológico e histórico . O diálogo foi coordenado pelo professor Borges, a convite da irmã da Santa Cruz – Ana Helena do Vale, responsável pela execução das atividades da citada turma. Durante a atividade, Borges discutiu com a turma conceitos essenciais como Terapia Comunitária, Antropologia e Cultura, também enfatizou as influências dos índios, portugueses e negros para a formação do povo brasileiro, além da contribuição desses povos em muitos aspectos culturais, sociais e econômicos da vida dos brasileiros. Além disso, buscou entender a ideia da Terapia Comunitária, a partir de algumas passagens bíblicas. Segundo Barreto (2010), a Terapia Comunitária – é um espaço de promoção de encontros interpessoais e intercomunitários, objetivando a valorização das histórias de vida dos participantes, o

Atividades desenvolvidas no CEPES sobre ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana, são apresentadas em Simpósio Nacional de História

Imagem
Na última terça-feira (16/07/2019), o professor Luís Carlos Borges, apresentou no 30º Simpósio Nacional de História (Recife), o artigo denominado: Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana: atividades desenvolvidas no Colégio Estadual Professor Edgard Santos – CEPES (2014-2018) , localizado na cidade de Governador Mangabeira – Bahia, objetivando analisar como essas atividades foram aplicadas no CEPES e sua vinculação aos preceitos da lei 10.639/200 durante o período destacado, principalmente os projetos atribuídos ao mês da Consciência Negra, os quais tiveram as seguintes temáticas: Consciência Negra - amplie a sua (2014), África-Brasil: relações históricas e culturais (2015), 100 anos do Samba (2016), Os Negros e as Negras nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs): dos estereótipos à valorização (2017) e CEPES 40 anos - História e Cultura Afro-brasileira: um olhar local e regional (2018). O mencionado artigo foi apresentado no Simpósio Temático - Re