Obama manifesta desejo de visitar a Bahia e ganha um oxóssi de prata



Ao cumprimentar neste sábado (19), durante almoço no Itamaraty, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, o governador da Bahia, Jaques Wagner, insistiu no convite para que Obama visite a Bahia, o estado brasileiro com maior número de afro-descendentes. O primeiro convite de Wagner foi feito logo que Obama venceu as eleições nos EUA, em 5 de novembro de 2008.
Obama agradeceu novamente. E respondeu que vai colocar a Bahia em sua agenda de visitas, pois deseja voltar novamente ao Brasil e, quando isso ocorrer, ele não deixará de visitar o estado. "Quero voltar novamente ao Brasil e ir à Bahia", disse Obama a Wagner.
O governador presenteou o presidente Obama com um orixá de prata. O orixá escolhido foi Oxóssi, deus das matas, da caça e da fartura, Deus-Afro-Brasileiro, além de um livro sobre turismo étnico, em inglês, com fotos e a história da Bahia, além de dicas de lugares para visitar.
"Obama foi extremamente simpático, elegante e cordial com todos|@|, relatou Wagner, que encaminhou os presentes ao cerimonial do Itamaraty.
Os cumprimentos de Wagner ao presidente Obama ocorreram ao final do almoço no Itamaraty, quando o governador dirigiu-se até à mesa da presidenta Dilma Rousseff, para abraçá-la. E Dilma se encarregou de apresentar o governador ao presidente Obama, destacando também as belezas naturais da Bahia e suas potencialidades turísticas, além da vocação do estado para receber futuros investimentos.
Para o governador Jaques Wagner, a primeira visita do presidente norte-americano ao Brasil foi uma oportunidade para estimular maior parceria dos EUA com o estado da Bahia, que o governador não deixou passar. Para ele, a importância da primeira viagem oficial do presidente Obama à América do Sul ter ocorrido nos primeiros meses do governo Dilma e, em seu segundo mandato como governador da Bahia, significa interesse em aprofundar as atuais parcerias.
O almoço no Itamaraty contou com as presenças do casal Obama, ministros de Estado, governadores, políticos e empresários. O governador Jaques Wagner sentou-se à mesa ao lado do chefe da Casa Civil da Presidência, ministro Antonio Palocci.
Fonte: ptbahia.org.br

Comentários