Operação Verão reforça segurança na capital e interior da Bahia

A estação mais quente do ano traz a reboque um período repleto de manifestações populares, praias lotadas e visitação aos principais pontos turísticos da capital e do interior da Bahia. O astro rei brilha mais forte na Boa Terra e o cenário que se apresenta requer um planejamento por parte da Polícia Militar para garantir uma estadia tranquila e proveitosa para os cerca de 6,6 milhões de estrangeiros e brasileiros que elegeram a Bahia como destino turístico.
Para garantir o reforço da segurança foi lançado na manhã deste sábado (4), no Farol da Barra, a Operação Verão, que vai intensificar, durante toda a estação, o patrulhamento ostensivo a pé e motorizado, proporcionando mais segurança aos cidadãos baianos e turistas. Serão empregados em todo o Estado cerca de 17 mil policiais e bombeiros militares, independente do efetivo que já se emprega rotineiramente.
“Essa ação já é uma tradição, que é renovada e inovada. A cada ano estudamos a operação do ano anterior para melhorar ainda mais. Ela consiste basicamente numa ampliação presencial de policiais nas áreas que têm um fluxo maior de pessoas, se estendendo até o Carnaval. Até lá, toda polícia estará com fardamento novo”, enfatizou o governador Jaques Wagner, lembrando que este ano a corporação conta com novos equipamentos, a exemplo de detectores de metais mais avançados.
Também foram apresentados os novos equipamentos que compõem o uniforme da PM, a exemplo do capacete, cinto de guarnição, coturno e o novo tecido hip stop, que proporcionará mais conforto e versatilidade ao policial militar. Estavam presentes na cerimônia os efetivos do Corpo de Bombeiros, Batalhão de Choque, Batalhão de Polícia Rodoviária, Esquadrão Águia, entre outras unidades.
A soldado Lívia Chaves, responsável pela pesquisa da tecnologia têxtil, esclarece que o novo tecido tem 67% de algodão e 33% de poliéster para que o policial se sinta confortável no nosso clima, mas também na sua movimentação. “Teremos o primeiro grupamento do Corpo de Bombeiros do Brasil, que vai utilizar o fardamento com tratamento químico ante-chamas”.
Fonte: Agecom