terça-feira, 28 de julho de 2020

PT de Governador Mangabeira, lança o nome de Domingas da Paixão como pré-candidata a Prefeita

Nesta terça (28/07), o Partido dos Trabalhadores - PT, juntamente com os partidos aliados PSD, PSB, PDT e PCdoB, lançaram a pré-candidatura de Domingas Souza da Paixão para Prefeita do município de Governador Mangabeira, divulgando nas redes sociais e em outros meios de comunicação o card que oficializa a citada pré-candidatura.

Domingas sempre teve a vida pautada em favor do povo mangabeirense, na luta por uma sociedade mais justa e igual. Mais uma vez, coloca o seu nome como pré-candidata a Prefeita (PT) na próxima eleição municipal, bem como motivada a apresentar suas ideias e projetos, dialogando com a população em geral, acerca do futuro de Governador Mangabeira.

Domingas Souza da Paixão, nasceu em 05 de abril de 1955, na localidade do Gravatá de Cima, município de Governador Mangabeira, filha de Maria Almeida de Souza e Olívio Pereira da Paixão, cresceu trabalhando na agricultura e em olarias, já como jovem trabalhou como empregada doméstica, mais tarde exerceu a função de funcionária pública. Em 1988 se elegeu vereadora pela primeira, se reeleger por mais três mandatos consecutivos.

Em 2004, Domingas da Paixão, resolveu se candidatar a prefeita (PMN), sendo seu vice o Professor Borges (PT), obteve mais de 3 mil votos, surpreendendo as expectativas eleitorais daquela época. Em 2008, voltou a se candidatar novamente e conseguiu a maioria dos votos dos mangabeirense: 6.540, realizando um fato inédito: primeira mulher a se tornar prefeita do município, mulher negra de origem humilde, a empregada doméstica que se elegeu a prefeita. Em 2012, conseguiu se reeleger a prefeita, dessa vez pelo PT, obtendo uma votação superior a 6.300 votos.

Mãe de quatro filhos – Elisia, Paulo Messias, Daiane e Antonia, sendo seu esposo senhor Paulo, agora se apresenta como pré-candidata a Prefeita (PT), objetivando trabalhar a favor daqueles que mais precisam, da juventude e toda população mangabeirense, sempre na perspectiva da construção de uma sociedade mais justa e igual, onde não existiam preconceitos e discriminações as pessoas,

 

“Tudo posso naquele que mim fortalece” (Filipenses 4:13). 

 

“Fé na vida, fé no que virá, nós podemos muito, nós podemos   mais” (Gonzaguinha).

 

 


Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D