quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Estudantes de História da UFRB apresentam artigo acerca do ensino de História Local no CEPES em evento na UFBA

0 comentários


As estudantes Cátia Cristina da Silva Santos, Milena Bela Lima, Roselane de Oliveira Sardinha e Rosinete de Moura Gonçalves do curso de História da UFRB, apresentaram na última terça (17/09/2019), no XII Seminário Nacional de Formação dos Profissionais da Educação, o artigo denominado de PERSPECTIVAS DO ENSINO DE HISTÓRIA E HISTÓRIA LOCAL NO COLÉGIO EDGARD SANTOS EM GOVERNADOR MANGABEIRA-BA. O evento aconteceu na cidade de Salvador no campus da UFBA.
Segundo as autoras, o artigo tem como objetivo de pesquisa a instituição escolar Colégio Estadual Professor Edgard Santos - CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira, no Recôncavo da Bahia, baseado nas atividades do PIBID - Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, vinculado ao subprojeto História, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), com sua temática voltada para a abordagem das relações entre Ensino de História e História Local. O objetivo central foi reconhecer a realidade da escola, dando ênfase sobre como está sendo inserida a questão da História Local nas aulas de História.
Ainda, segundo as pesquisadoras, a partir do levantamento realizado, mostrou-se nítida a preocupação com os processos que possam vir a valorizar a história local do município, história que abrange as diversas camadas sociais, assim, abordagem da História local visa construir mentalidades e identidades coletivas, relacionando-se com diversificados grupos sociais, com intuito de reconstruir memórias passadas, e a partir daí transmitir as historicidades locais.
Dessa forma, as estudantes de História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, concluíram que: “O ensino de História no Colégio Estadual Professor Edgard Santos vem possibilitando novas formas de conhecimentos para os alunos, muito em função da abordagem da história local do município, o que faz surgir entre os estudantes curiosidades históricas que, enraizadas na gênese do município, correspondem aos modos de vivências na localidade”.
Salientando que, no curso de História da UFRB, o PIBID é coordenado pelo professor Fabrício Lyrio dos Santos, já no CEPES essa coordenação teve início com o professor Luciano Dantas Esteves. Atualmente se encontra a cargo da professora Elizabete Rodrigues da Silva
“Parabenizo as estudantes da UFRB pela produção do relevante artigo, o qual visa refletir acerca do ensino de História Local no CEPES, demonstrando a importância dessa temática no processo de ensino e aprendizagem, buscando descontruir a predominância de um narrativa histórica centra apenas no eurocentrismos, para então valorizar a história de homens e mulheres em uma perspectiva local, nesse caso o município de Governador Mangabeira. Parabéns”, enfatizou o professor Borges.


Continue lendo ...

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

PED - Processo de Eleições Diretas do PT (2019)

0 comentários





Aconteceu ontem (08/09) em todo Brasil, o Processo de Eleições Diretas do Partido dos Trabalhadores - PT, quando a agremiação partidária escolheu seus novos dirigentes através de um processo democrático de votação. Em Governador Mangabeira, votaram 63 filiados, que por unanimidade escolheram o professor Luís Carlos Borges da Silva para presidente do Diretório Municipal, fruto de um diálogo interno fundamentado na unidade e fortalecimento do PT local. Os filiados, ainda votaram na chapa municipal (61 votos), a qual se consolidou a partir da união e diálogos internos, além disso votaram nas chapas Estadual e Federal, quer irão compor o Congresso Estadual e Nacional do Partido dos Trabalhadores. Vejamos os resultado geral do PED em nosso município.

Presidente Municipal (Nº 590) - 63 votos.
Chapa Municipal (Nº 690) - 61 Votos.
Chapa Estadual (Nº490) - 33 Votos
Chapa Estadual (Nº 440) - 26 Votos
Chapa Nacional (Nº 290) - 58 Votos.
Em Branco: Chapas -  Estadual: 2, Nacional: 2 e Municipal: 2
Nulos: Chapas - Estadual: 2 e Nacional: 2

"Agradeço a todos e a todas filiados(as) que contribuíram para realização desse relevante Processo de Eleições Internas do PT, algo que demonstra como o partido valoriza a democracia nas suas diversas instâncias. Também, gostaria de agradecer aos companheiros e companheiras pelo apoio, confiança e crédito ao meu nome para Presidente do Diretório Municipal, com todos os 63 votos válidos, bem como, aos 61 votos a nossa chapa municipal, a qual foi fruto de um diálogo interno democrático, visando a unidade e fortalecimento do Partido dos Trabalhadores a nível local. Obrigado a todos e a todas, caminhamos juntos, ainda mais unidos e fortes", salienta o professor Luís Carlos Borges da Silva.
Continue lendo ...

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

ESTUDANTES DO CEPES DESENVOLVEM HORTA ORGÂNICA

0 comentários


Os estudantes do 1º CV, do Colégio Estadual Professor Edgard Santos - CEPES, localizado na cidade de Governador Mangabeira, estão desenvolvendo uma horta escolar orgânica, ou seja, livre de agrotóxicos. Tem sido cultivado cebolinha, salsa, alface, coentro, pimentão, tomate, beterraba, cenoura e alguns tipos de ervas medicinais.

Objetivo e metodologia 
“O objetivo do cultivo de uma horta orgânica no CEPES, consiste em orientar os estudantes acerca dos benefícios em consumir os produtos plantados a partir do manejo livre de agrotóxicos e motivá-los a serem multiplicadores desta prática. O espaço da horta, também, foi visto como importante para poder trabalhar conhecimentos de matemática, cuidado com o meio ambiente e cidadania”, salientou a professora Yoná Aragão, coordenadora do Projeto.

Aragão, também enfatiza que para otimizar a horta escolar, os estudantes usam materiais alternativos, que seriam descartados. Tal prática visa diminuir custos financeiros, ampliar a consciência de gerenciamento de resíduos sólidos e a responsabilidade do uso dos recursos hídricos, sendo que a sala foi dividida em 5 equipes, ficando para cada dia da semana um grupo responsável pelo monitoramento da horta.

Materiais Usados

Para a semeadura está sendo reaproveitando placas de ovos, cascas de ovos e placas de isopor.

Para a irrigação por gotejamento e capilaridade são reaproveitadas garrafas pet.

Para a adubação são usados esterco bovino e composto a base de reaproveitamento de casca de banana, pó de café, cascas de ovos, poda de grama e cinzas.

Para o sombreamento, no momento, está sendo feito o reaproveitamento das folhas secas de coqueiros.

A importância da Horta Orgânica

Segundo Guimarães (2014), o cultivo de uma horta orgânica é uma forma natural de produzir hortaliças e plantas medicinais, utilizando-se práticas culturais adequadas, sem uso de agrotóxicos, adubos químicos, sementes transgênicas, antibióticos e outros produtos prejudiciais à saúde humana e ao meio ambiente. Cultivar no sistema orgânico significa fazer as pazes com a natureza, protegendo os recursos naturais (solo, água, flora e fauna) e as futuras gerações, restaurando a biodiversidade e preservando a diversidade biológica, que é a base de uma sociedade equilibrada.

A professora Yoná Aragão, ainda salienta que os produtos já cultivados foram distribuídos entre os próprios alunos, já a próxima colheita será incorporada a merenda escolar. Além disso, expressa sua satisfação com os resultados alcançados através da horta orgânica, agradecendo o empenho dos estudantes e o apoio da direção, funcionários e professores do CEPES. Assim,  "embora a mudança de hábitos alimentares requer tempo, sabe-se que a consciência dos envolvidos e o apoio da escola podem cooperar, para transformar os valores alimentares, contribuindo para cidadãos mais saudáveis”, afirmou.

Opinião dos alunos

Para o aluno Jailton Silva Sena, estudante da turma que a atividade está sendo desenvolvida, "participar da organização de uma horta orgânica no próprio Colégio tem sido uma experiência importante, pois nos incentiva a criar hortas em nossas casas, além do valor nutritivo dos alimentos orgânicos, bem como, demonstra aos alunos como ganhar dinheiro com a produção de hortaliças".

Já para Jailson Silva Sena, outro aluno da mencionada turma, "a experiência com a horta orgânica do CEPES, têm demonstrado a necessidade de se cultivar alimentos orgânicos, uma vez que eles não possuem agrotóxicos, são alimentos saudáveis. Está sendo gratificante participar desse projeto". 

Parabenizo a professora Yoná e aos estudantes da turma 1º CV do CEPES por essa relevante iniciativa, demonstrando que é possível a produção de alimentos saudáveis, isentos de agrotóxicos e ao mesmo tempo incentivando práticas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Além disso, a criação da horta orgânica implica na disseminação entre os alunos de uma visão a crítica acerca de hábitos alimentares saudáveis e o desenvolvimento do espírito de coletividade e cooperação mútua, salientou professor Borges.  




Continue lendo ...
 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D