quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Pesquisa mostra os números da violência doméstica no Brasil

A cada quatro minutos uma mulher é vítima de agressão no Brasil. A lei Maria da Penha completa sete anos nesta quarta-feira (7) e nesse período a Central de Atendimento à Mulher, ligada à Secretaria de Políticas para Mulheres da Presidência da República, atendeu três milhões de denúncias. Contudo, ainda é pouco. Uma pesquisa mostra que a maioria das mulheres acha que a justiça é lenta e o agressor não é punido corretamente.
No levantamento feito pelo Data Popular, a pedido do Instituto Patrícia Galvão, 75% dos entrevistados disseram que as agressões nunca ou quase nunca são punidas; 42% acham que a justiça é lenta; 54% conhecem alguma vítima de violência; 29% consideram a pena pequena e 66% acreditam que o constrangimento ainda é uma barreira e que a vítima tem vergonha que saibam da violência.
Quem lida com o problema aponta caminhos para que isso mude. “Nós temos 500 delegacias para atender mulheres que sofrem violência no Brasil todo. A vítima que sofre violência ainda não tem acesso à justiça”, diz a diretora do Instituto Patrícia Galvão Jacira Melo.
"São questões complexas que atingem a família toda, por isso os processos devem ser mais ágil. A punição também deve ser exemplar”, fala a promotora Silvia Chakian de Toledo Santos. Fonte: JH
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D