terça-feira, 16 de abril de 2013

Seca impõe racionamento em 96 municípios

Devido à seca, a Embasa impôs racionamento de água em 96 municípios dos 362 que abastece. Além disso, a empresa monitora áreas com abastecimento considerado crítico.
Em Itaparica, onde o  racionamento começou na terça-feira, 16, o nível da Barragem de Tapera chegou a 800 mil m³ dos 5 milhões m³ que é a sua capacidade para abastecer 26 localidades e mais um distrito do município de Jaguaripe.
Na terça, foi dia de ajustes para se adequar à novidade de um racionamento longo. Itaparica já viveu situações de poupar água, pois é um dos mais conhecidos pontos de veraneio da Bahia, mas a determinação oficial de racionamento surpreendeu.
"A medida extrema foi adotada porque as tradicionais chuvas de março e abril não caíram, deixando a barragem nesse estado terrível", disse Ariosvaldo Gama, gerente do escritório da Embasa em Itaparica e Vera Cruz.
O presidente da Embasa, Abelardo de Oliveira Filho, em entrevista exclusiva,  garante que o  racionamento não deve ser adotado em Salvador. Dos 417 municípios baianos, 55 não são abastecidos pela Embasa. Nesta lista estão   Juazeiro e Pilão Arcado, na região Norte, e Correntina, no sudoeste baiano.


Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D