terça-feira, 27 de novembro de 2012

Renda no campo aumenta e classe C já é mais de 35% da população rural

Os bons resultados da economia brasileira também já estão aparecendo no campo. E eles aparecem em velocidade ainda maior do que na população como um todo. É um efeito direto dos programas sociais- como o Bolsa Família e do aumento da aposentadoria rural (que cresceu por conta do reajuste real do salário mínimo).
Os dados sobre a expansão classe média rural brasileira estão no livro "Superação da Pobreza e a Nova Classe Média no Campo", de Marcelo Neri, presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
 De acordo com o trabalho, entre 2003 e 2009, o número de habitantes do Brasil rural passou de 5,3 milhões para 9 milhões, ou seja, 3,7 milhões a mais, o que representa um aumento de 70% no período. A classe C, que representava apenas 13,6% da população rural do país em 1992, passou para 20,6% em 2003 e alcançou 35,4% em 2009. No País como um todo, a participação da classe C no total da população cresceu de forma mais lenta, passando de 32,5% em 1992 para 37,6% em 2003 e 50,5% em 2009.
A influência das transferências de renda, especialmente do Bolsa Família, e da aposentadoria na elevação da renda domiciliar rural no Brasil fez com que a participação dos rendimentos do trabalho na renda domiciliar per capita no campo brasileiro passasse de 81,33% em 1992 para 66,55% em 2009. Fonte: PT Bahia
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D