sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Professores da UFBA rejeitam nova proposta e mantêm greve no ensino

Os professores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) decidiram pela continuidade da greve, que dura 76 dias, em assembleia realizada nesta quinta-feira (2), na Faculdade de Arquitetura da UFBA, no bairro da Federação, em Salvador. Segundo Jair Batista, coordenador da comissão de Comunicação do comando greve, a proposta apresentada pelo governo "desestrutura" a carreira dos professores e traz perdas salariais a partir do ano de 2015, por conta da previsão da inflação. A sessão foi encerrada por volta das 18h30.
“A desestruturação da carreira significa que os professores, em 2015, teriam perdas salariais. Eles ganhariam menos do que ganham hoje”, afirma Jair Batista. Para ele, o Ministério da Educação deve apresentar nova proposta e reabrir as negociações. “Não é aceitável que o governo diga que não pode apresentar nenhuma proposta que não leve os docentes a perda salarial em 2015”. Fonte: G1 Bahia
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D