quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Governo firma parceria para criação de complexo hoteleiro no litoral norte


O protocolo de intenções para a implantação de um complexo hoteleiro em Mangue Seco, povoado que pertence à cidade de Jandaíra, no Litoral Norte do Estado, foi assinado nesta quarta-feira (15) pelo governador Jaques Wagner e por representantes do grupo espanhol Invisa Hoteis. O investimento previsto é de R$ 750 milhões. O empreendimento vai contar com unidades hoteleiras e residenciais, com geração estimada de cinco mil empregos diretos e 13 mil indiretos,  totalizando 18 mil postos de trabalho. Serão quatro hotéis, com 500 quartos cada, e quatro condomínios residenciais, com 50 a 100 unidades em cada um também serão construídos apart-hotel, campo de golfe e mais um condomínio residencial, de médio e alto padrão. O governador acredita que o empreendimento ajudará a impulsionar o turismo em uma área não explorada do estado.


As obras devem começar no primeiro semestre de 2013, para conclusão em maio de 2015. Em 2016, o complexo deve entrar em operação com a área hoteleira, inicialmente com 500 leitos.

Programa federal
Após a assinatura do protocolo de intenções, o governador Jaques Wagner falou sobre o programa de concessões de rodovias, ferrovias e trens de alta velocidade anunciado pela presidente Dilma Rousseff, em Brasília, nesta quarta. O programa prevê investimentos de R$ 133 bilhões até 2025. Ele anuncia que o programa prevê a construção de uma ferrovia que ligará Minas Gerais a Pernambuco, com trecho pela Bahia.

"No caso da Bahia, é a duplicação completa da BR-101, da fronteira do Espírito Santo até Salvador; a de Eunápolis estava no PAC e agora entra o complemento até Salvador. A Ferrovia Oeste-Leste já está em construção, mas tem um trecho pensado para essa etapa de concessões. E uma grande notícia que há uma ferrovia no sentido sul-norte, saindo de Belo Horizonte e passando por Salvador, Aracaju, Maceió e Recife"

O Programa de Investimentos em Logística: Rodovias e Ferrovias prevê investimento de R$ 133 bilhões em até 25 anos com o objetivo ampliar e modernizar parte da infraestrutura de transportes do país.

A presidente Dilma ressaltou a importância de se investir em ferrovias e criticou o transporte, por exemplo, de minério em rodovias. “Esse projeto visa assimilar que o país começa a ter cada vez mais estrutura de transporte compatível com o tamanho dele. Por isso, estamos fazendo esses investimentos”, disse.
O novo programa prevê concessão de 7,5 mil km de rodovias e 10 mil km de ferrovias federais. A medida é uma tentativa de elevar os investimentos no país e reverter o desaquecimento da economia em meio ao agravamento da crise internacional.
Dos R$ 133 bilhões previstos, R$ 42 bilhões serão destinados a nove lotes de rodovias, como a BR-101, na Bahia, e a BR-262, que liga o Espírito Santo a Minas Gerais. Para as ferrovias, serão R$ 91 bilhões destinados a 12 empreendimentos.
O ministro dos Transporte, Paulo Sérgio Passos, destacou que, no caso das rodovias, a seleção do vencedor do processo licitatório se dará pela menor tarifa do pedágio. “Não será cobrada tarifa na área urbana, e os responsáveis somente começaram a cobrar pedágio quando tivermos pelo menos 10% das obras de concessão em suas respectivas áreas de responsabilidade concluídas”, afirmou.
Fonte"G1/Bahia"
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D