sábado, 23 de junho de 2012

Novo presidente não crê em sanções ao Paraguai após impeachment

O novo presidente do Paraguai, Federico Franco, disse na manhã deste sábado (23) que não acredita que possa haver sanções ao seu país após o processo de impeachment em que ele substituiu Fernando Lugo no poder.
Em entrevista à imprensa internacional, no palácio presidencial, Franco disse que pediu que seu chanceler, Félix Fernández, entre em contato com seu colega brasileiro, Antonio Patriota, para explicar a situação.
Patriota e o governo brasileiro ainda não falaram oficialmente sobre o impeachment de Lugo.

'Inconveniente'
Franco admitiu que o rápido processo de impeachment gerou um "inconveniente" com a comunidade internacional, mas reafirmou que não houve golpe, como disseram Lugo e seus partidários.
"A situação não é fácil, reconheço que há incovenientes com a comunidade internacional. Ratifico e reafirmo que aqui não há golpe, não há crise institucional, tudo foi feito dem acordo e com respeito à Constituição e às leis, é uma situação legal que a situação que as leis permitem, para fazer mudança", disse.
"Vamos fazer o maior dos esforços, daí a nomeação imediata do nosso chanceler, para fazer contato com os países vizinhos, demonstrando, mais que com palavras, com feitos, nossa clara vocação democrática em favor do respeito irrestrito ao estado de direito, da democracia em meu país", continuou.
Fonte"G1/Globo"
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D