segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Veja dicas para manter a calma e se sair bem no Enem

Faltam  apenas cinco dias para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com a ansiedade vem o cansaço e o nervosismo, mas, nesta reta final, professores, nutricionistas e pedagogos são unânimes em dizer que o momento é de exercitar a calma e dão dicas de como fazer isso e se sair  bem no exame.
Ao todo, 5,4 milhões de estudantes farão as provas do Enem. Na Bahia, são mais de 400 mil candidatos. Muitos entrarão na disputa pelas 83 mil vagas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou por uma das 82 mil bolsas do Programa Universidade Para Todos (ProUni), que são ofertadas semestralmente.
Segundo a pedagoga Rita Cavalcanti, como em todo exame  este é o momento do estudante consolidar o que foi aprendido. “A melhor maneira de fazer isso é utilizar as provas das edições anteriores e reforçar o estudo nas matérias em que o estudante tem mais dificuldade”, ensina Rita, que é orientadora educacional do Colégio São Paulo.
Professor  de física, Fábio Mota também enumera recomendações. “É importante que o estudante não fique preso a uma questão por  muito tempo”, lembra ele. O objetivo é ter  tempo para responder toda a prova. A calma ao fazer o teste também pode ajudar o estudante a identificar dicas para sua resposta na própria questão. “Como em todas as provas, em  ciências naturais as respostas podem estar no enunciado das questões e o estudante terá que ter atenção”, alerta.
E já que  redação representa 50% da nota total do exame, um professor da disciplina, Leonardo Mendes, recomenda: “É preciso muita leitura, elaborar um texto coerente e organizar bem as ideias”.
Como o Enem não aceita outro tipo de texto, além do dissertativo-argumentativo, dar uma olhada no que foi notícia durante o ano é uma dica  para ter argumentos e ideias na hora de construir o texto. “É preciso lembrar também que o Enem sempre vai pedir propostas e soluções relacionadas aos direitos humanos e de igualdade”, acrescenta o professor Leonardo.
Fique calmo quanto ao desempenho, pois a  ansiedade pode influenciar na hora da prova. “Confiança demais atrapalha, já que o aluno menospreza a prova e acaba errando questões bobas, perdendo pontos  importantes. Por outro lado, não dá para ficar ansioso demais e com medo porque isso diminui o desempenho”, orienta a pegagoga Rita Cavalcanti.
Além de tranquilidade, o aluno vai precisar estar bem de saúde. “Uma alimentação leve desde a sexta-feira será imprescindível”, recomenda a nutricionista Márcia Magalhães.  “Cuscuz de milho e raízes como inhame e aipim fazem bem e ajudam a dar energia”, orienta. Fonte: A Tarde
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D