quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Parlamentares avaliam que mobilização da sociedade contra a corrupção obriga reflexão sobre impunidade

Parlamentares da base do governo e da oposição disseram hoje que a Marcha contra a Corrupção realizada ontem (7), na Esplanada dos Ministérios, serve para que governo e Congresso Nacional analisem as mensagens que os participantes pretendem passar aos dois Poderes. Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, cerca de 25 mil pessoas participaram da manifestação, organizada espontaneamente por um dos instrumentos da rede social da internet, o Facebook. O líder do PSDB, Álvaro Dias (PR), disse que o evento "demonstrou a força das redes sociais" como instrumento de pressão da sociedade sobre a classe política.
"Há um clima de mudança [de postura] exigida pelas pessoas e creio que o Congresso está na contramão, como na preservação do voto secreto e no caso da cassação de mandato parlamentar", destacou Dias. Um dos fatores que desencadearam a mobilização espontânea foi a absolvição, pelo plenário da Câmara, da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF). Ela é acusada de ter recebido propina de Durval Barbosa, operador do esquema de corrupção, no Distrito Federal, do governo de José Roberto Arruda, que ficou conhecido como mensalão do DEM.
Álvaro Dias ressaltou o fato de os organizadores da marcha já estarem convocando, pela internet, manifestação semelhante para o dia 20 de setembro, na Cinelândia, Rio de Janeiro. (Agência Brasil)
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D