sexta-feira, 10 de junho de 2011

Luiz Alberto: ‘qualquer idiota escreve idiotice’

O deputado federal Luiz Alberto (PT-BA) teceu duras críticas ao artigo do escritor e membro da Academia de Letras da Bahia, Ruy Espinheira Filho, intitulado “A era da mediocridade” e publicado no jornal A Tarde do último 2 de junho. Em uma passagem do texto, Espinheira Filho, que também é professor, denuncia o que chama de “demonização da superioridade intelectual e do talento” e questiona a adoção do sistema de cotas pelas universidades brasileiras. “Antigamente um sujeito era nomeado para um cargo por ter valor reconhecido quanto ao desempenho na área. Hoje, qualquer idiota ocupa qualquer cargo – devido às cotas”, escreveu. Para o petista, as afirmações do intelectual reforçam ideias preconceituosas de que cotistas não teriam competência para preencher as vagas que ocupam. “Certamente os idiotas a que ele se refere são os negros, índios e quilombolas, ou ele faz referência a outros grupos étnicos? Vale lembrar que, o princípio da igualdade é constitucional e nele está inserido o sistema de cotas. As cotas para negros devem ser, sim, uma afirmação positiva para uma nação soberanamente democrática, como é o Brasil. Hoje, qualquer idiota pode escrever qualquer idiotice”, retrucou. O parlamentar ressaltou ainda a existência de pesquisas que comprovam o bom desempenho acadêmico dos cotistas. “O argumento que defendem os racistas, contrários às cotas, é que os profissionais e estudantes beneficiados com sistema de cotas têm menor rendimento, portanto, não seriam bons profissionais, por exemplo. Essa é uma argumentação falida”, argumentou. Fonte: Bahia Notícias
 
 
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D