sexta-feira, 17 de junho de 2011

Cruz das Almas: Prefeitura recorre de decisão que proíbe guerra de espadas

A prefeitura do município de Cruz das Almas, que foi notificada nesta quinta-feira da proibição da ‘guerra de espadas’ na cidade, tem um prazo de 72 horas para contra argumentar a decisão da justiça. O prefeito do município, Orlando Peixoto, disse que recebeu a notícia com surpresa e lamentou que a decisão tenha sido tomada a sete dias do início da festa. Segundo o órgão, tanto a queima de espadas quanto a fabricação dos fogos de artifício foram disciplinados na cidade. De acordo com o prefeito, os prejuízos serão grandes, tanto para quem fabrica as espadas quanto para a comunidade que se envolve na festa e a ‘guerra de espadas’, além de ser tradição, tem uma delimitação. O comandante da Polícia Militar de Cruz das Almas, Major David Lanzilloti, disse que encaminhou um ofício ao comando da PM, em Salvador, informando da decisão judicial que proíbe a guerra de espadas na cidade. 
Fonte"política livre"
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D