terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Índios vão a Brasília protestar contra usina hidrelétrica de Belo Monte

A construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu no Pará, motivou mais um protesto nesta terça em Brasília.
A obra vai inundar uma área do tamanho de oito Maracanãs e poderá produzir energia equivalente ao abastecimento, durante um mês, de uma cidade de 17 milhões de habitantes. Os números são gigantescos e a polêmica em torno da obra também.
Índios da região do Xingu foram a Brasília pedir que a usina hidrelétrica de Belo Monte não seja construída.
“Nós estamos defendendo nossa área, não queremos a barragem de Belo Monte lá na área de Altamira”, diz o cacique Ireô Caiapó.
O projeto prevê a construção da hidrelétrica no Rio Xingu próximo a Altamira, no Pará. A usina terá capacidade de gerar 11 mil megawatts de energia, mas a geração média será menor: quatro mil megawatts.
A variação se deve à quantidade de chuva da região. Cerca de 500 quilômetros quadrados de floresta serão inundados para formar o reservatório da usina. A obra é estimada em R$ 25 bilhões.
Fonte: JN
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D