terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Câmara de Vereadores não pode ser capitanias hereditárias

Ontem (13/12), na Sessão da Cãmara de Vereadores de Governador Mangabeira, o vereador professor Borges em seu discurso acerca da eleição da mesa diretora dessa Casa Legislativa, se posicionou contrário a reeleição do presidente Albano Fonseca, entendendo que na democrático a alternância de poder é fundamental, alternância essa que não está acontecendo na Câmara, uma vez que o atual presidente foi reeleito para quarta legislatura. Devemos pensar que o poder na democracia deve ser pural e não uma espécie de capitanias hereditária, como existia no Brasil Colônia que só uma pessoa governava e o poder era hereditário. Borges, ainda manteve sua posição firme no sentido de mostrar erros existentes na atual gestão, como o não pagamento ao INSS. Porém, defendeu que no mundo democrático devemos respeitar as leis, e vai seguir o que a lei determina e se a maioria deseja reeleger o atual presidente, cabe ao seu mandato respeitar essa atitude, mas vem a público revelar seu voto contrário a reeleição do vereador Albano Fonseca.
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D