terça-feira, 16 de novembro de 2010

PAC-2 vai destinar R$ 824 milhões à Bahia

A segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2) do governo federal vai destinar R$ 824 milhões a 83 obras e projetos na Bahia. Esta previsão foi divulgada nesta semana pelo Ministério das Cidades, que fez a primeira seleção de projetos para o programa. Em todo o Brasil, serão R$ 17 bilhões para 1.260 obras e projetos.
Os recursos serão distribuídos a 24 municípios baianos que possuem mais de 70 mil habitantes. Além disso, outras 97 cidades com menos de 70 mil habitantes foram pré-selecionadas para o PAC-2, mas ainda passarão por outra rodada de avaliação para que se defina se serão contempladas.
O saneamento básico e a urbanização das cidades é o foco dessa segunda versão do PAC, por isso estão concentrados nestas áreas as obras e os projetos para a Bahia.
Embora não seja o maior município baiano, Camaçari é o que deve receber mais recursos no Estado: R$ 196 milhões, 23,8% do total. É a quarta cidade baiana com maior população (225 mil habitantes). Seu prefeito, Luiz Caetano (PT), foi o coordenador da campanha de reeleição do governador Jaques Wagner.
Depois vem Salvador, cujo prefeito é o peemedebista João Henrique, com R$ 190 milhões previstos, e Feira de Santana, governada por Tarcízio Pimenta, do DEM, oposição ao governo federal, com R$ 90 milhões.
Chama a
atenção na lista que obras fortemente defendidas pelo governo baiano ficaram de fora da previsão de recursos, a exemplo da Ferrovia Oeste-Leste e a sonhada ponte Salvador-Itaparica.
Fonte: A Tarde
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D