segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

PT REÚNE DIRIGENTES E ENCAMINHA ELEIÇÃO PARA 2010.

O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores da Bahia realizou, na Cidade do Saber, em Camaçari, no último domingo (13), reunião ampliada com os presidentes municipais eleitos do PED, em todo Estado, os prefeitos, vices-prefeitos e a bancada Federal e Estadual, além da participação do Governador Jacques Wagner e do Presidente Nacional, eleito, José Eduardo Dutra.
A reunião deliberou sobre uma resolução para debate interno até o encontro estadual em Março/Abril do próximo ano, que tomará as definições sobre as políticas de aliança das chapas majoritárias e proporcionais além da estratégia de campanha.
No documento ressalta-se a afirmação dos conceitos da política do PT que estão sendo executadas pelo Governo Lula, como: O papel indutor do Estado na economia, desenvolvimento e distribuição de renda, desenvolvimento tecnológico e pesquisa nacional, inserção soberana do mundo globalizado, reformulação dos fóruns internacionais e inserção dos países emergentes, políticas afirmativas de inclusão social e democratização do estado, que são elementos centrais da disputa ideológica contra o demo-tucanato das privatizações, FMI e ALCA e o Estado mínimo.
No Plano Estadual acentua-se, no documento, o processo de democratização do Estado e nas instituições, a participação social nas políticas públicas, os investimentos maciços na reforma da infra-estrutura e da logísticas do Estado (estradas, energia, saneamento, etc.) e dos grandes investimentos (Pólo turístico, petroquímico, mineração, etc.), além das programas emblemáticos na área do abastecimento de água e eletrificação, no interior e programas sociais de inclusão.
O PT estabeleceu a polarização da disputa de projeto estadual e nacional como eixo de uma intervenção no processo eleitoral em 2010 e definiu que o eixo Estadual que deverá reunir no próximo ano mais de 700 delegados, eleitos no PED, no mês de novembro, para tomar as deliberações em caráter eleitoral, onde indica: A construção de uma ampla frente política de centro esquerda, a principalidade da reeleição do Governador Jaques Wagner e a construção de uma chapa majoritária que contemple o conjunto das forças aliadas e a constituição de um bloco político para disputar as próximas eleições, mas, também para construir o projeto de mudança na próxima década, com planejamento em 2012 e em 2014, construindo um bloco de poder no estado, além de propiciar a nossa presença petista e de esquerda no Senado com a visão de sua reformulação institucional e ampliação de nossa bancada Federal e na Assembléia Legislativa.
“O momento é de debate e construção sobre a tática eleitoral e Programa de Governo envolvendo o conjunto do Partido e dialogando com os aliados. O PT como partido democrático tomará suas decisões no seu encontro estadual, no ínicio do próximo ano.
Serão cerca de 700 delegados que democraticamente, deliberarão sobre os nossos rumos na sucessão. Cabe-nos como dirigentes construir a política, a unidade e a coesão do partido e da frente eleitoral para vencermos no estado a eleição presidencial e reelegermos o nosso Governador,” completa Jonas Paulo, Presidente do PT.
Com eco as palavras do Dirigente Estadual do PT, o Presidente Nacional do Partido, eleito no PED, José Eduardo Dutra salientou que o projeto político do PT á nível nacional foi o responsável pela saída do Brasil, da crise mundial no inicio do ano.
“O nosso projeto colocou o Brasil no cenário internacional. Diziam que era impossível conciliar crescimento econômico com distribuição de renda. O nosso projeto político implantado desde 2006 mostrou que sim é possível milhões de famílias terem acesso a bens que antes não tinham. Basta comparar o projeto do governo anterior e do presidente Lula. O nosso Projeto é o de transparência da democracia para juntos mudarmos o país. E, é o que vamos fazer ano que vem com a ministra Dilma, a primeira mulher, presidente do Brasil,” enfatizou Dutra.
Já o Governador Jaques Wagner fez uma leitura dos projetos realizados pelo governo estadual e enfatizou a importância da militância voltar a fazer política, que segundo ele é um diferencial, uma marca do PT: Vamos ganhar a eleição fazendo política. A gestão é conseqüência do projeto do partido. Somos condutores de um projeto político para o povo. Fazer mais para quem mais precisa. A vitória da ministra Dilma é a vitória do projeto político que tem 83% da aprovação nacional,” concluiu o governador.
Fonte: http://www.ptbahia.org.br/novo/conteudo.php?ID=1732
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D