sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Ponte JK, em Brasília, é interditada após identificação de desnível

Em Brasília, a ponte Juscelino Kubitschek, cartão postal da cidade, foi interditada nesta quinta-feira (20). Uma questão simples deixou muita gente intrigada em Brasília. Uma dúvida simples e lógica. Será que com uma manutenção periódica, esse problema, esse desnível, teria acontecido? Segundo o próprio governo do Distrito Federal, em oito anos, a ponte Juscelino Kubitschek, ou simplesmente ponte JK , nunca passou por manutenção. E 60 mil carros passam por ela diariamente.
Motoristas estranharam: ao passar pela ponte começaram a sentir um balanço diferente e avisaram aos Bombeiros.
A Ponte JK liga a região central de Brasília ao bairro do Lago Sul, área nobre. O projeto ousado, com arcos assimétricos e cabos de aço ganhou prêmios nacionais e internacionais de arquitetura. Custou R$ 186 milhões, quatro vezes o valor previsto. Virou ponto turístico. Mas, pelo que diz o governo, não cuidaram do cartão postal da cidade.
“A ponte foi inaugurada em dezembro de 2002, nos estamos em janeiro de 2011. São oito anos já praticamente, que eu desconheço qualquer manutenção que tenha ocorrido nesse período de oito anos”, afirma Maurício Canovas, presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).
Técnicos da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e engenheiros da Universidade de Brasília foram chamados. A ponte ficou interditada por seis horas.
Enquanto se investiga se o balanço da ponte é mesmo normal, ônibus e caminhões estão proibidos de passar por ela, e os carros a 40 kmh no máximo.
Os responsáveis pelo projeto da ponte foram chamados. Nesta sexta-feira (21) vai ser feita uma nova avaliação. Pelo que se levantou na quinta, na primeira vistoria, tudo indica que a estrutura não está danificada. Fonte: Bom Dia Brasil
Compartilhe : :

0 comentários:

Postar um comentário

 

Professor Borges Todos os direitos reservados © 2017 Ulisses D